fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A história simples de Rosa e Momo

Com o risco de ser cancelada (rs), devo dizer que nunca fui grande fã de Sophia Loren. Sempre a achei exagerada demais, tanto nos dramas como nas comédias. Até por causa disso acabei não assistindo Rosa e Momo, que já estreou há um bom tempo na Netflix. Na época chegou-se a cogitar uma possível indicação ao Oscar para Sophia. Não rolou. A única indicação foi para melhor canção,  Io si, de Diane Warren e Laura Pausini. Mas a história conquistou corações no mundo.  Nele, a atriz , já com mais de 80 anos, teve a direção de seu filho, Edoardo Ponti. Meu amigo José Augusto Paulo o assistiu recentemente, e escreveu sobre o filme. Se ainda não viu, veja o que ele achou…

Rosa e Momo

Tenho visto, através dos anos, as variações nos números dos imigrantes africanos na Itália. Isso provoca em mim aqui e ali diferentes opiniões a respeito. Por isso, fiquei curioso em saber como um filme italiano trataria o tema. Tambem fiquei curioso em saber como estaria a atuação de Sophia Loren aos seus 85 anos. Especialmente depois de ter assistido recentemente atuações dela em 1955. Fiquei à espera de um momento em que pudesse me sentar e concentrar para assistir Rosa e Momo, já que esperava que fosse em italiano. E, no final, o filme não foi o que eu esperava. Mas foi muito bom.

O tema do menino principal ser africano é algo mencionado, mas não há uma discussão a respeito. Outras crianças no filme vem de outro continente. Talvez por isso, fala-se mais inglês (assim como algum romeno e um pouco de hebraico) do que italiano. Isso  é estranho dado que as crianças do filme cresceram na Itália. E Sophia, aos 85 anos, não é mais doce Ximene em El Cid. Mas isso a tornou menos beleza exótica e mais intensa como atriz.

A história em si é relativamente simples. Um menino orfão, nascido no Senegal, mas que vive há anos na Itália, começa a aprontar.  É quandoum médico que cuidava dele decide que o garoto precisa de uma figura materna. Ele o leva  então para uma ex-prostituta que já cuida dos filhos de outras prostitutas. Só que esta, a principio, não quer ficar com o menino. Depois ela o aceita,  e até tenta lhe arranjar emprego. Uma realidade dura e simples, mostrada sem muito enfeite, mas como pode ser. Não posso contar mais para não estragar as surpresas que o filme reserva.

O que achei?

Filmado em Bari, uma cidade que me é querida, dá para reconhecer que foi feito nas beiradas do centro, na praia ‘nova’, e perto da ferroviária.  Evitou seus pontos turísticos mais reconheciveis. Com isso, fez com que pudesse ser qualquer outra cidade italiana, especialmente do Sul. Muita luz, muita energia, muita dureza. E uma produção que se concentra nos personagens, nas suas interações, sem dar muitas dicas a seu respeito no ambiente em que vivem e trabalham. Mas há beleza, há ternura e toques de esperança no meio das várias dificuldades de Rosa e Momo.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Hoje (15) tem o lançamento da terceira temporada de Você. É interessante ver que a série hoje é esse enorme sucesso na Netflix. Tanto...

Streaming

Selena Gomez virou trending topics essa semana pelo rumor que estaria namorando Chris Evans. Os fãs só falavam nisso. Seria bom vê-la feliz depois...

Streaming

Você era fã de Fez, Kelso e Jackie? Para quem assistia That 70’s Show, esses nomes são mais do que conhecidos. A série, e...

Séries

O Mundo Sombrio de Sabrina terminou em 2020 após quatro temporadas na Netflix. A série contava a história de Sabrina Spellman (Kiernan Shipka). Ela...

Cinema

O final de semana está chegando e o grande acontecimento é a estreia de Venom: Tempo de Carnificina no cinemas. Ele é o destaque...

Streaming

Comédia romântica é um de meus gêneros preferidos. Sempre busco alguma perdida no streaming. E, por várias vezes, passei por Te quiero, Imbecil na...

Séries

Todo mundo chorou muito e ficou bem revoltado quando Daniel Lissing (Jack) deixou When Calls the Heart. Mesmo depois de muito tempo, as pessoas...

Streaming

Nem dá pra acreditar que entramos no último trimestre do ano. Mas a coisa boa disso, é que boa parte dos grandes lançamentos do...