fbpx

A Condenação é uma emocionante história real!

A Condenação é um daqueles filmes que você não entende a razão pela qual nunca viu. Pelo menos esse é o meu caso. Tem atores que gosto: Hillary Swank (também produtora), Sam Rockwell, Minnie Driver.  Hillary inclusive foi indicada ao SAG Awards na época (2011). A direção é de Tony Goldwyn, que você conhece como o presidente Fitz de Scandal. Mas, por um motivo ou outro, acabou ficando para trás. Agora, o filme está disponível na Amazon Prime Vídeo, e dá pra resolver isso. Meu amigo, José Augusto Paulo já assistiu. A crítica dele está a seguir:

A Condenação

Sempre achei filmes baseados em vida real interessantes. São uma forma muito eficiente de contar uma história que a faz diferente das outras. Porém, seja por tentar se aproximar o mais possível dos personagens reais. Ou seja por limitações que a história mesmo possa ter, vários filmes desse tipo falham em impressionar. Ou mesmo a atingir o nivel de premiações. Mas quando o fazem, atingem o objetivo de contar uma história relevante ao maior número possível de pessoas.

A Condenação não  é um filme medíocre e nem um ícone do cinema. Mas nos prende a atenção e nos involve na jornada de uma jovem esposa e mãe  feita por Hillary Swank (PS: Eu te Amo, Garotos não Choram). Ela termina o curso secundário e vai estudar direito para poder representar o irmão (Sam Rockwell – Três Anúncios para um Crime). Ele foi erroneamente acusado de assassinar uma senhora que morava na vizinhança. E pior, já exauriu todas as possibilidades de apelo judicial no que se torna uma odisseia de mais de uma década.

A história é uma jornada de perseverança, de fé, e o quanto se pode fazer por alguem que amamos muito. O filme tem flashbacks para que possamos entender melhor o assunto. Mas, não conta com muitos efeitos de câmera ou fotografia. Isso fora alguns ângulos para nos mostrar locais e objetos que seriam conhecidos pelos dois personagens principais. Foi um projeto de vários anos. Desde que Tony Goldwyn soube da historia, até o filme pronto, sofreu problemas de orçamento. Isso é algo que descobri na featurette extra que vem com o DVD. Lá,  ele discute isso e a jornada em si com a verdadeira Betty Ann Waters. Assista o filme primeiro e depois pesquise Betty Ann e seu irmão. Vai complementar bem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *