fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A 1ª parte da trilogia da Rua do Medo é cheia de sustos e referências!

Gosto de ver quando o streaming resolve investir num formato diferenciado de conteúdo. É o caso de Rua do Medo. A Netflix desenvolveu um conceito bem interessante usando as histórias de A Rua do Medo, de R.L. Styne, o mesmo de Goosebumps. São três filmes – por enquanto – com histórias interligadas, mas passadas em períodos diferentes. O primeiro, Rua do medo 1994 estreou na última sexta. Gostei do princípio, dos sustos e também do filme.

Rua do Medo 1994 já começa com uma homenagem ao filme Pânico. Tem telefone, perseguição e uma atriz conhecida (Maya Hawke, de Stranger Things) sendo perseguida por um homem mascarado. Só que em vez de ser numa casa, é num shopping vazio. É o prólogo da história que destaca o ódio entre duas cidades vizinhas em 1994. Uma delas é a bem-sucedida Sunnyvale, a outra é a pobre Shadyside. A região tem uma longa história de assassinatos brutais que acontecem há anos. E a trama do filme tem início depois do prólogo com Maya Hawke.  Um acidente envolvendo rivais das duas cidades acontece. A partir daí um grupo de adolescentes passa a ser perseguido por um grupo de assassinos mascarados.  E eles precisam fazer de tudo para descobrir o que está por trás disso, e, claro, como impedir que os matem.

A crítica

Os atores são praticamente semidesconhecidos, mas funcionam. Há o casal apaixonado, o nerd e aqueles que providenciam o humor da história. O filme funciona, tem vários momentos de susto, suspense. Mas também alguns momentos bem nojentos (a cena do cortador de carne, por exemplo). É que na verdade isso já era esperado, afinal é um slasher movie, então… Como se passa nos anos 90, o filme é cheio de referências da época. Além de Pânico, tem também A Noite dos Mortos Vivos, Poltergeist, O Iluminado, só para mencionar algumas. Isso, é claro, sem contar Stranger Things (o final no shopping).E é impossível também não lembrar de American Horror Story 1984. Entretanto é bem provável que essa lembrança fique ainda mais forte no próximo filme. 

Isso porque nesta semana, dia 9, vai estrear o segundo filme da série, Rua do Medo Parte 2: 1978. Ou seja, vai ser um prólogo que vai mostrar a história que tem a ver com pessoa que telefona quase no final do filme para Deena (Kiana Madeira). Esta vai se passar exatamente num acampamento de férias, assim como a série de Ryan Murphy. Já o terceiro, Rua do Medo Parte 3: 1666, chegará no dia 16, e vai contar a origem de tudo. Eu quero ver!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

Pronto para as dicas da semana? O lançamento mais badalado da semana é de cinema. Finalmente chegou a esperada adaptação de Duna. Já houve...

Streaming

Tenho um certo preconceito com histórias onde mulheres de quase 30 anos ainda continuam se desesperando por causa de fins de relacionamentos. Isso pode...

Streaming

Faz tempo que ouço falar sobre Abe. O filme, dirigido por Fernando Grostein , se passa em Nova York. E tem Noah Schnapp ,...

Streaming

Quando você fala em filmes sobre professores, alguns logo vêm à mente. É o caso de Robin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos. Ou...

Streaming

Hoje (15) tem o lançamento da terceira temporada de Você. É interessante ver que a série hoje é esse enorme sucesso na Netflix. Tanto...

Streaming

Selena Gomez virou trending topics essa semana pelo rumor que estaria namorando Chris Evans. Os fãs só falavam nisso. Seria bom vê-la feliz depois...

Streaming

Você era fã de Fez, Kelso e Jackie? Para quem assistia That 70’s Show, esses nomes são mais do que conhecidos. A série, e...

Séries

O Mundo Sombrio de Sabrina terminou em 2020 após quatro temporadas na Netflix. A série contava a história de Sabrina Spellman (Kiernan Shipka). Ela...