fbpx

Para os fãs da realeza britânica…

Já faz muitos anos que a realeza britânica inspira o cinema. Para se ter uma ideia, já em 1933, Charles Laughton ganhou um Oscar de melhor ator por Os Amores de Henrique VII. Daí em diante, vieram vários filmes sobre eles: Henry V (as duas versões), Sua Majestade Mrs. Brown, A Jovem Rainha Victoria, A Outra, As Loucuras do Rei George, O Leão no Inverno, Elizabeth, só para citar alguns. Todos falavam das gerações distantes da família da Rainha Elizabeth II, que está por aí como rainha há mais de 50 anos. Só recentemente é que o cinema passou a usar a rainha e sua família em biografias. Foi o caso das premiadas produções de A Rainha (Oscar para Helen Mirren) e O Discurso do Rei, que levou o Oscar de filme e de ator para Colin Firth, como o pai de Elizabeth, o Rei George.

Agora a Netflix resolveu também falar de Elizabeth II e do início de seu reinado em uma série exclusiva. Chama-se The Crown, e já está disponível para assinantes. A primeira temporada, com 10 episódios, é uma das produções mais caras já feitas pela Netflix (e da história). Segundo o site Daily Beast, a primeira temporada custou 130 milhões de dólares, com uma produção grandiosa e de grande apuro visual. Uma segunda já estaria aprovada, com a possibilidade de mais quatro. Parece ser uma excelente substituta para os fãs órfãos de Downton Abbey.

Resultado de imagem para the crown

Baseada na peça The Audience, The Crown mostra a vida da Rainha Elizabeth II como uma recém-casada de 25 anos de idade, com a assustadora expectativa de liderar a mais famosa monarquia do mundo após a repentina morte de seu pai. Ela então tem que construir uma relação com o lendário Primeiro Ministro, Sir Winston Churchill, enquanto o Império Britânico está em queda e o mundo político está em desordem. O roteiro de Peter Morgan mostra a jornada particular da Rainha por trás de sua figura pública enquanto revela as intrigas pessoais, romances e rivalidades políticas por trás dos grandes eventos que moldaram a segunda metade do século 20.

Em entrevista ao Hollywood Reporter, Morgan falou sobre a escolha de iniciar a série antes de Elizabeth assumir o reinado: “Os Windsors tradicionalmente têm vidas longas. Então Elizabeth poderia esperar 20 ou mesmo 30 anos como a jovem esposa de um oficial da marinha, que tinha sua própria carreira, longe do olhar do público, antes que tivesse que assumir o posto de rainha. Só que a história da coroa caindo no seu colo, ou na sua cabeça, muito antes do que ela imaginava, é essencialmente a narrativa central da primeira temporada…Todos nós imaginamos que foi um conto de fadas mas era tudo menos isso.”

Resultado de imagem para the crown

O elenco também é um destaque. Como Elizabeth está Claire Foy, que tem experiência como membro da família real já que foi Ana Bolena na série também disponível na Netflix, Wolf Hall. O Doctor Who Matt Smith tingiu seu cabelo de loiro para ser o Príncipe Philip, enquanto John Lithgow assumiu o papel de Churchill. Além deles, também estão Victoria Hamilton como a Rainha Mãe, Jared Harris como o Rei George VI, Vanessa Kirby como a Princesa Margaret e Dama Eileen Atkins como a Rainha Mary.

Resultado de imagem para the crown

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *