fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Séries

O início cheio de choro e emoção de And Just Like That

Cheguei ontem à noite de viagem, e antes mesmo de desfazer as malas, sentei para ver os dois primeiros episódios de And Just Like That. Não tinha lido nada sobre o conteúdo. Queria manter a surpresa. Sou fã de Sex and the City desde sempre. Lancei em DVD todas as temporadas da série. Amava as histórias dessas amigas que gostam de moda, e passam pelas mais diversas experiências em Nova York, cidade que adoro. Mesmo no avião, de volta para o Brasil, revi os cinco primeiros episódios da 6ª temporada (eles estão disponíveis aqui na HBO Max). Continuam ótimos, divertidos e relevantes. Isso porque Sex and the City, além do glamour, sempre foi basicamente sobre as emoções, as relações entre as pessoas.

E And Just Like That continua por esse caminho. Os dois primeiros episódios estrearam nessa sexta na HBO MAX. E surpreendem.  Então, se você vai ver nesse fim de semana, se prepare – eu chorei muito. Veja o que achei –  tem #Spoilers, ok? Ou seja, se não quer saber, não leia daqui em diante…

História com #SPOILERS

O primeiro episódio já mostra Carrie, Miranda e Charlotte a espera de uma mesa em um restaurante de Nova York. Que saudade dessa situação! Já nos primeiros minutos, o roteiro já responde a pergunta que não calar. Como resolveram a questão da ausência de Samantha? Afinal, Kim Cattrall deixou claro em uma lavação de roupa suja pública, que não retornaria. A resposta parece simples. Devido à COVID, Carrie teve que dispensar Samantha como sua Relações Públicas. Ela não gostou, se isolou em Londres, e não responde nem mensagens, nem ligações. Pode parecer pouco característico da personagem terminar uma amizade como aquela por dinheiro, mas sabe-se lá quais os paralelos o criador da série pretendeu mostrar com essa situação.

Carrie e Big estão felizes, assim como Charlotte e Harry. Miranda e Steve continuam juntos, e ela está tremendamente incomodada com a vida sexual do filho, que deixa camisinhas no chão do quarto. Ela também deixou a advocacia, e começou a fazer um curso. Os rostos estão marcados, como é de se esperar de mulheres- e homens – de seus 50 e tantos anos. Miranda fala abertamente sobre assumir os cabelos brancos. Em um novo trabalho como comentarista de um podcast de Che Diaz (Sara Ramirez, de Grey’s Anatomy), Carrie se sente pouco à vontade de falar de sexualidade de um jeito tão aberto. Rsrs, quem diria?

E aí…

O evento principal é o concerto de Lily, filha de Charlotte e Henry. Carrie ia viajar com Big, mas Charlotte insistiu para que ela estivesse presente no evento. Big resolve ficar em casa fazendo ginástica, e eles combinam de se encontrar depois para sair. Só que o impensável acontece. A cena em que Carrie chega em casa e vê Big no chão é de tirar o fôlego, deixar qualquer fã da série sem chão.  COMO ASSIM ELES FIZERAM ISSO??

O segundo episódio mostra o que se segue a essa tragédia. Novamente há uma menção a Samantha. Quem acompanha a série diria que ela teria esquecido qualquer  diferença para estar ao lado de Carrie nesse momento, mas a vida real provoca esses impedimentos… É impossível não se emocionar todo o tempo. E ainda há um agravante. Stanford (Willie Garson, que faleceu depois de gravar sua participação na série) está ali todo o tempo, como o grande amigo de Carrie, ajudando-a a passar por tudo isso. É ainda mais triste.

O primeiro episódio de Sex and the City mostrava a entrada de Big na vida de Carrie. Os dois tiveram tantas idas e vindas. Ele foi um canalha muitas vezes. Mas o amor dos dois era uma dessas coisas que nenhum roteiro de série consegue apagar. Sim, Aidan era uma opção melhor e mais segura para Carrie. Mas a gente sabe como são essas coisas que nos arrebatam, não é? Não tem como evitar…

O que vem por aí…

Os próximos episódios vão mostrar como será a vida de Carrie agora solteira novamente sem seu grande amor. Com certeza, é um caminho fértil para novas histórias. Há também outras coisas para mostrar nos próximos 8 episódios. Miranda claramente tem um problema de bebida. A nova amiga de Charlotte, Lisa (Nicole Ari Parker, de Empire), parece  também claramente apaixonada por ela.  John Corbett vai retornar para alguns episódios como Aidan, assim como outro ex de Carrie, Berger (Ron Linvingston).  Bridget Moynahan também voltará como Natasha. Podem falar o que for desses personagens e dessa história, mas eu continuo amando!

2 Comentários

2 Comments

  1. Rodrigo

    11 de dezembro de 2021 às 4:40 am

    Amei essa matéria.. sempre leio

    • Eliane Munhoz

      11 de dezembro de 2021 às 4:48 pm

      Obrigada, Rodrigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Quem acompanha os posts do Blog de Hollywood já sabe que eu adoro musicais. Seja no cinema, no teatro, episódios especiais de séries. Acho...

Gossip

O sucesso é efêmero em Hollywood. Chris Noth desfrutou de momentos de enorme sucesso em And Just Like That. Mas agora vem enfrentando uma...

Séries

Zendaya é uma daquelas estrelas com uma luz especial que aparecem de vez em quando. Ela começou como atriz de série do canal Disney,...

Moda

A partir de sua parceria com Patricia Field, a responsável pelos figurinos de Sex anda the City, Carrie Bradshaw se tornou um ícone fashion....

Gossip

Diz a lenda que um terceiro filme de Sex and the City só não aconteceu porque Kim Cattrall não quis. Na época, ficaram famosas...

Streaming

Não sou um daqueles fãs enlouquecidos de Friends. Gosto, e até assisti muitos episódios. Mas, acho interessante ver como tantos anos após seu final,...

Streaming

Will Smith é um ator dos mais rentáveis do cinema, mesmo com alguns tropeços, rs. Mas ele parece determinado há algum tempo a ser...

Streaming

Para mim, Michelle Pfeiffer é uma das melhores atrizes de sua geração. Sempre penso, que me desculpem os fãs de Meryl Streep, que Michelle...