fbpx

E agora o Paquistão está reclamando de Homeland…

Primeiro foi todo esse absurdo que aconteceu com A Entrevista, com o governo da Coréia do Norte envolvido (segundo o FBI) em ações contra funcionários da Sony e ameaçando explodir quem fosse ao cinema ver o filme. Pura enrolação. O filme foi lançado num circuito pequeno, rendeu mais de 1 milhão de dólares no dia 25 e hoje (28) foi disponibilizado no iTunes nos Estados Unidos (e nada aconteceu!). Agora é o governo do Paquistão que está reclamando sobre a quarta temporada de Homeland, segundo o New York Post.

Infelizmente ainda inédita por aqui, Homeland já teve os 12 episódios de sua quarta temporada exibidos nos Estados Unidos. Depois da morte de Brody (Damian Lewis),  a série teve que se reinventar. E recuperou não só a audiência como elogios da crítica. Filmada na África do Sul, a temporada mostrou a agente  Carrie Mathison (Claire Danes) trabalhando em Islamabad para desmascarar um plano terrorista para destruir a embaixada  americana na cidade. Só que vários membros do governo paquistanês estão por trás de tudo assim como seu serviço de  inteligência.

 

O porta-voz da embaixada do Paquistão nos Estados Unidos falou ao jornal: “Difamar um país que tem sido um parceiro próximo e aliado dos Estados Unidos…é um desserviço não só aos interesses de segurança dos Estados Unidos mas como também ao povo dos Estados Unidos…”

É claro que todo o mundo sabe que Hollywood tem uma ideia um pouco limitada de geografia e como são as cidades e os povos fora de suas fronteiras. Mas aparentemente, nos dias de hoje,  a única maneira de satisfazer todo o mundo será começar a usar lugares fictícios de agora em diante…

 

Existem 1 comentários

  1. Isto chega a ser ridiculo. Eu ja assisti toda a 4 temporada e sim parte do governo
    paquistanes foi mostrada com aliancas nao favoraveis ao governo americano. Mas temos que lembrar que: 1 estamos falando de um filme e de 1 serie.
    2 EUA e um pais com muitaaaaa liberdade de expressao e o governo nao pode controlar essas coisas senao seria um governo autoritario.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *