fbpx

Dica de série policial boa na Netflix: River

“Eu vejo pessoas mortas”. A frase famosa do garotinho de O Sexto Sentido também poderia ser a chamada de River, a série britânica que está disponível na Netflix. Já aviso que não é para todos os gostos. O clima é aquele constante de séries britânicas. Tudo é soturno, até mesmo as cenas em filmadas durante o dia, sob o sol (não são muitas). Os atores têm aquele ar meio doente, de quem sofre de solidão profunda. Mas a história é diferente, com o acréscimo de fantasmas, ou como o próprio River diz, manifestações, para ajudar a resolver crimes misteriosos.

Logo no início, conhecemos o detetive River da polícia britânica, que persegue um rapaz acusado de participar de um assassinato, ao lado de sua parceira. O som disco de Tina Charles dá uma sensação ainda mais inusitada, mas bem-vinda à cena. Já nesse primeiro momento o resultado é chocante. É difícil dar mais detalhes, pois se corre o risco de entregar surpresas importantes da narrativa. O que importa saber é que River tem que investigar durante os seis episódios da série um assassinato de alguém muito próximo a ele. Suspeitos vem e vão conforme ele vai se aprofundando cada vez mais, e descobrindo mais sobre ele mesmo no caminho.

Abaixo a abertura de River ao som de Tina Charles (adorei):

Em alguns momentos, a série me lembra outra ótima, The Killing. As duas tem aquele clima “doente”, com um policial obcecado para descobrir um assassinato. O fato de River ser mais curta, a deixa mais hermética, e também mais bem-sucedida em mostrar momentos com começo, meio e fim.

Se você só conhece Stellan Skarsgard de papéis de coadjuvantes mais cômicos, como em Thor ou Mamma Mia, vai se surpreender com a profundidade e o sofrimento com os quais ele constrói o detetive River. Outro destaque é Nicola Walker como Stevie. Uma veterana de séries da BBC, ela brilha em momentos cômicos, dramáticos e emocionantes na série. Você também verá outras figuras conhecidas de produções britânicas, como por exemplo, Owen Teale, que foi ninguém menos do que o homem responsável pela “morte” de Jon Snow em Game of Thrones. Aqui, ele é o chefe de polícia.

Ou seja, se você tem a mente aberta para consumir séries com esse clima inglês e bem inesperadas, dê uma chance a River. É um policial que vale a pena!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *