fbpx

A chegada da série brasileira 3% à Netflix

 data-srcset

Desde que comecei a trabalhar com entretenimento há alguns milhões de anos atrás (rs), sempre foi claro para mim que formatos para assistir conteúdo vem e vão, mas este fica para sempre. O público sempre irá em busca daquilo que lhe interessa, não importa onde. Portanto, quem é dono de conteúdo, tem sempre a faca e o queijo na mão. Uma empresa que fez desse princípio o motivo de triunfo há muito tempo foi a Netflix. Seu diferencial é não só oferecer um amplo catálogo de séries que você pode ver de uma vez só ( condizente com a urgência típica de um fã). O principal é a disponibilidade de um conteúdo exclusivo, que você não pode ver em outro lugar, somente lá. E com isso investiu e teve inúmeros cases de sucesso  como Orange is the New Black, Narcos, House of Cards, Stranger Things e, é claro, as séries feitas em conjunto com a Marvel.

Resultado de imagem para netflix original series

Agora, hoje (25), o serviço disponibilizou a sua primeira produção brasileira, a série 3%. São 8 episódios que começaram a ser filmados no início de 2016, e são baseados em um conteúdo produzido para a internet, uma websérie que foi um sucesso entre os fãs de ficção-científica no You Tube em 2011. O criador e roteirista é Pedro Aguilera, que diz ter se inspirado em Admirável mundo novo, de Aldous Huxley, e 1984, de George Orwell. Confesso que depois de ver o primeiro episódio o que me vem à mente é mesmo Divergente. A história tem lugar no futuro,  quando o país  tem a população dividida entre os muitos que vivem na pobreza total, e os poucos que dispõem de recursos para viver bem e longe, num lugar chamado MarAlto.

Nessa configuração pós-apocalíptica do país, para fugir da pobreza as pessoas se candidatam a um criterioso processo de seleção para chegar à ilha de Maralto, onde, acredita-se, está a sociedade perfeita. Como o título sugere, só 3% dos candidatos são aprovados — os outros 97% são condenados a viver em condições precárias e desumanas. O primeiro episódio trata justamente da chegada de um grupo desses jovens que chega para o teste com o responsável, Ezequiel ( o ator João Miguel, que irrita falando com os dentes cerrados todo o tempo). Além de João, estão no elenco Bianca Comparato ( de Avenida Brasil),  Zezé Motta, Mel Fronckowiak (namorada de Rodrigo Santoro), Rodolfo Valente (Chatô), Vaneza Oliveira, Michel Gomes (Cidade de Deus), Rafael Lozano ( Sessão de Terapia) e Viviane Porto.

Resultado de imagem para netflix 3% cenas

Apesar de algumas canastrices de alguns membros do elenco, a produção é bem feita, e também dá uma certa curiosidade de saber como a história vai se desenrolar, já que existe entre eles uma pessoa infiltrada, que não tem as melhores intenções. Além disso, várias perguntas ficam no ar, que, espera-se, deverão ser respondidas aos poucos durante os oito episódios.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *