fbpx

Momentos para relembrar o Emmy 2019

O Emmy 2019 foi um momento  de homenagear o poder da TV, assim como aquelas séries que fizeram sucesso durante anos. Game of Thrones, Veep, e até The Big Bang Theory foram relembradas. Mas Game of Thrones, apesar de muita gente ter falado mal de sua temporada final, provou que, como eu sempre digo, não houve – e não há – nada melhor na história da TV. Novamente foi a grande vencedora da noite com o prêmio de melhor série  – pela 4ª vez. Mas também Fleabag deixou The Marvelous Mrs. Maisel e Veep para trás, e levou os principais prêmios de comédia. Entre as minisséries, o triunfo , como era esperado, ficou com Chernobyl. No final, o Emmy 2019 teve algumas surpresas: Jodie Comer? Patricia Arquette? E principalmente Phoebe Weller-Bridge!

Mas houve muito mais . Então dê uma olhada nos destaques da noite:

A falta de um apresentador

Ao contrário do Oscar, o Emmy não funcionou tão bem sem um apresentador. Muitas piadinhas sem graça em sketches longos demais de diversos atores. O melhor acabou sendo Bryan Cranston logo no início, fazendo uma das várias homenagens ao conteúdo de TV. Mas a melhor parte foi a referência a This is Us: “… a televisão ainda nos transporta para lugares distantes como Winterfell, o Mundo Invertido, e até ao paraíso. E nos dá boas-vindas a uma casa de família onde rimos com os Dunphys e choramos com os Pearsons; várias vezes. A cada semana. Por favor, parem de nos fazer chorar”. Rsrs, muito bom!

As despedidas

Que momento incrível ver os elencos de Game of Thrones e Veep se despedindo do público. A parte de GOT foi um pouco mais emocionante . Já a de Veep foi divertida, com Julia Louis-Dreyfus ao lado de Tony Hale, brincando com seus personagens na série. Adorei!

Os discursos

A noite foi muito emocionada. Vários discursos mexeram com o público. Boa parte deles falava de igualdade, de preconceito. Entre eles o de Peter Dinklage (coadjuvante), o de Billy Porter (ator), e principalmente o de Michelle Williams, que ganhou o prêmio de atriz de minissérie por Fosse/Verdon. “Eu queria dizer  obrigada ao FX e ao Fox 21 Studios por me darem suporte completo e ainda por ter igualdade salarial, porque eles entenderam que quando  você coloca um valor em uma pessoa, isso dá o poder a ela de entrar em contato com seu próprio valor inerente”. Lembra do problema de Todo o Dinheiro do Mundo?

As grandes surpresas

Jodie Coner venceu na categoria atriz de série drama. Parecia não acreditar. Até porque Sandra Oh, sua companheira de elenco de Killing Eve vinha ganhando tudo no ano.

Patricia Clarkson vinha ganhando tudo como atriz coadjuvante de minissérie com Sharp Objects. Mas não deu no Emmy. Isso porque outra Patricia, a Arquette, que no início do ano faturou todos os prêmios como atriz principal de minissérie com Escape at Dannemora, dessa vez ficou com o prêmio  de coadjuvante por The Act.

Isso não pode ser considerado uma surpresa. Mas, Julia Garner, de Ozark, derrotou todas as atrizes de Game of Thrones  pelo prêmio de coadjuvante de série de drama.

Já Jason Bateman, também de Ozark, concorria como ator (não levou), mas acabou ganhando mesmo o prêmio de direção de série de drama. Nem ele parecia acreditar!

Fleabag

Enquanto todo mundo apostava em Veep ou the Marvelous Mrs. Maisel entre as comédias, Fleabag veio correndo por fora. Não só levou o prêmio de melhor série e roteiro, mas para a surpresa até dela mesma, Phoebe Waller-Bridge acabou conseguindo o prêmio de atriz de comédia. Com isso, impediu que Julia Louis Dreyfus se tornasse o ator/ atriz mais premiado da história do Emmy.

Outro recorde

Julia não conseguiu, mas Peter Dinklage bateu um recorde. Com quatro vitórias  como ator coadjuvante  – duas consecutivas – , Peter se tornou o maior vencedor na categoria. Ele ainda concorreu oito vezes, sempre pelo papel de Tyrion Lannister de Game of Thrones.

Aliás, Game of Thrones que já era a série que mais ganhou Emmys na história, conseguiu esse ano um total de 12 Emmys. Ela já tinha recebido 10 na festa do Creative Emmys há uma semana. E agora vieram os dois, de melhor série de drama e o de coadjuvante para Peter.

A lista de premiados do Emmy 2019

Veja abaixo a lista das séries premiadas:

Ator Coadjuvante em  Série de Comédia: Tony Shalhoub (The Marvelous Mrs. Maisel)
Atriz coadjuvante em Série de Comédia: Alex Borstein (The Marvelous Mrs. Maisel)


Roteiro de Série de Comédia: Phoebe Waller-Bridge (Fleabag)
Direção em Série de Comédia: Harry Bradbeer (Fleabag)
Ator em Série de Comédia: Bill Hader (Barry)
Atriz em Série de Comédia: Phoebe Waller-Bridge (Fleabag)
Atriz Coadjuvante em Minissérie: Patricia Arquette (The Act)


Direção em Minissérie ou Filme para TV: Johan Renck (Chernobyl)
Ator Coadjuvante em Minissérie: Ben Whishaw (A Very English Scandal)
Roteiro de Minissérie ou Filme para TV: Craig Mazin (Chernobyl)
Ator de Minissérie ou Filme para TV: Jharrel Jerome (Olhos que Condenam)


Telefilme: Black Mirror – Bandersnatch
Atriz Minissérie ou Filme para TV: Michelle Williams (Fosse/Verdon)
Minissérie: Chernobyl
Ator Coadjuvante em Série  de Drama: Peter Dinklage (Game of Thrones)
Roteiro em Série de Drama: Jesse Armstrong (Succession)
Atriz Coadjuvante em Série de Drama: Julia Garner (Ozark)
Ator em Série de Drama: Billy Porter (Pose)


Diretor em Série de Drama: Jason Bateman (Ozark)
Atriz em Série de Drama: Jodie Comer (Killing Eve)
Série de Comédia: Fleabag
Série de Drama: Game Of Thrones

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *