fbpx

A noite em que Steve Martin foi homenageado pelo AFI e por todos os amigos

Eu adoro os prêmios de reconhecimento do American Film Institute. Geralmente são emocionantes, divertidos e tem sempre presenças ilustres. Na última quinta-feira(4) aconteceu a festa de homenagem ao escolhido do ano: Steve Martin. Apesar de admirar muito as comédias do início de sua carreira (simplesmente amo Cliente Morto não Paga  e Roxanne), creio que ele ficou um pouco amargo com a idade. Não tem mais a mesma graça. Mas é inegável a sua importância na história da comédia cinematográfica. E a sua festa parecia um “quem é quem” da comédia americana. Veja só:

O seu grande amigo Martin Short, com quem fez cinco filmes, entre eles Três Amigos e O Pai da Noiva, estava lá, é claro. E fez várias piadas como “Uma vez eu perguntei à Steve o que ele faria se não fosse um ator talentoso? E ele me respondeu, Provavelmente o que você faz.”

Dan Aykroyd, que estrelou Bilko – O Sargento Trapalhão com Steve, esteve presente com a esposa, Donna Dixon, que no auge dos anos 80 foi um dos rostos mais bonitos que já vi na TV. Em seu discurso, Dan disse que Steve era um fundador dos Irmãos Cara de Pau. “Eu lhe devo uma vida, cara!”

O gênio maior da comédia, Mel Brooks, que recebeu a homenagem do AFI há alguns anos, foi o responsável por entregar o troféu. Disse que fazia isso com muita admiração e até um toque de inveja. Emocionado, Steve fez uma reverência.

Já Tina Fey, vestindo J.Mendel, disse que Steve foi o primeiro comediante “rock star”. Mas é claro que ela não poderia deixar de fazer uma piada com seu companheiro de elenco de Uma Mãe para o meu Bebê, “Eu lembro quando vi um filme de Steve pela primeira vez – foi no avião vindo para cá!”

Sua grande amiga e esposa nos dois filmes de O Pai da Noiva não poderia deixar de comparecer. E até cantou a música Friend of Mine, que ele escreveu com Eddie Brickell.

Outros que também cantaram foram seu companheiro de elenco de O Grande Ano, Jack Black ( I’m Picking Out a Thermos for You) e Queen Latiffah (Tonight You Belong to Me),com quem Steve fez A Casa Caiu. As duas músicas são de um dos maiores sucessos de Steve, O Panaca.

Mas ainda tiveram vários outros. Steve Carell  o comparou a Charlie Chaplin, Amy Poehler disse que ele era o melhor da comédia, Sarah Silverman (muito bem acompanhada com o namorado Michael Sheen) falou que queria ser ele.

No final, ele começou seu discurso bem ao seu estilo, dizendo: “Como eu posso superar todos esses atros que estiveram aqui e foram tão, tão engraçados?” Ele respondeu a sua própria pergunta dizendo simplesmente: “Fácil”.

Também homenageou Carl Reiner , que o dirigiu em filmes como Médico Erótico e O Panaca,  que estava lá, com seus 93 anos,  e a quem chamou de seu segundo pai. Ainda mencionou que adorou partilhar a noite com seus amigos mesmo “o terrível Martin Short” e que se sentia “humildemente honrado e emocionado” pelo reconhecimento. Agradeceu a vários deles como Lorne Michaels, que o colocou em Saturday Night Live nos anos 70. “Lorne é responsável por eu estar aqui esta noite. Lorne , obrigada pela carona!” Rs!

Ele também terminou fiel ao seu estilo, agradecendo ao AFI, mas usando uma frase do comediante Jack Benny,”eu não mereço esse prêmio, mas eu tenho artrite. E também não mereço isso!”

06/06/2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *