fbpx

O escândalo envolvendo Felicity Huffman e Lori Loughlin

O “jeitinho” e a corrupção que a gente conhece tão bem por aqui (infelizmente), também existe nos Estados Unidos. E afetou duas conhecidas atrizes de Hollywood, entre várias outras pessoas. Felicity Huffman (atriz premiada e conhecida por Desperate Housewives) e Lori Loughlin (Fuller House) estão entre as 40 que estão implicadas em um escândalo que envolveu propina no exame de entrada para faculdades importantes no país. O processo teve 200 agentes do FBI investigando a história.

Vários pais teriam pagado propinas de milhões de dólares para que seus filhos fossem aceitos em universidades de nome, como Yale, por exemplo. Isso incluía até, em alguns casos, o pagamento para que outras pessoas fizessem os exames pelos estudantes. Segundo o promotor de Justiça de Boston, Andrew Lelling, “ainda estamos investigando se iremos acusar algum estudante. As escolas não foram consideradas parte do esquema”

Andrew Lelling na coletiva sobre o assunto

E ainda, tanto Felicity como Lori foram levadas em custódia por causa de ações relacionadas a isso, segundo o porta voz da Promotoria de Justiça do Estado da Califórnia. Elas e mais 11 pessoas deverão ser ouvidas ainda hoje sobre o assunto.

O caso de Lori Loughlin

Lori Loughlin e  o marido, Mossimo Giannulli, foram acusados de pagar 500 mil dólares para a University of South California, através de uma operação de William Singer, que tinha uma espécie de cursinho preparatório. Isso garantiu que as duas tivessem sido consideradas como membros  da equipe   de apoio da universidade (mesmo não tendo efetivamente participado). Assim, foram garantidas vagas para ambas. Por essa atitude, o casal vai enfrentar acusações de conspiração para cometer fraude.

O caso de Felicity Huffman

Já Felicity Huffman e o marido, o também ator premiado William H. Macy, são acusados de disfarçar  15 mil dólares como um pagamento de caridade no esquema. O documento de custódia se refere a Macy como marido, sendo que ele não foi indiciado até agora. Ela também é acusada de cometer fraude. Segundo se apurou, ela acertou com William Singer, para que alguém pegasse a prova da filha e a corrigisse. Assim, a garota conseguiu uma melhora de 400 pontos com relação ao teste anterior. Felicity também teria pensado em fazer o mesmo com sua filha mais nova, mas acabou desistindo, de acordo com evidências gravadas conseguidas pelo FBI.

William Singer se declarou culpado de extorsão, lavagem de dinheiro e obstrução da justiça (depois de alertar vários dos envolvidos sobre a investigação do governo). Ele vem cooperando desde Setembro de 2018 num pedido de leniência.

Aguarde mais informações sobre essa história…

Fotos: Getty

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *