fbpx

Enfim, detalhes incríveis sobre a saída de Ruth Wilson de The Affair

Se você é fã da série The Affair (disponível na Netflix) deve se lembrar o momento em que foi anunciado que Ruth Wilson, que fazia o papel principal, anunciou que deixaria a série. Tudo parecia meio estranho. A própria Ruth não falou muita coisa. Não disse a razão da saída, só confirmou que não era por problemas de equiparação salarial com seu co-astro. Provavelmente deve ter assinado alguma coisa. Isso foi em 2018, mas agora uma reportagem do Hollywood Reporter parece que veio para esclarecer o que houve.

O que houve?

Segundo a matéria, o motivo da saída de Ruth foi um ambiente de trabalho “tóxico e hostil”. E isso era ainda agravado porque a showrunner Sarah Treem sempre incluía cenas, aparentemente gratuitas, de sexo com a atriz. Segundo o Hollywood Reporter, Ruth teria ficado incomodada sobre as expectativas de cenas de nudez sensuais desde a primeira temporada. Também a direção criativa um tanto desequilibrada de sua personagem era um problema. Uma fonte da matéria disse: “Várias vezes, eu testemunhei Sarah Treem tentando persuadir os atores a ficarem nus, mesmo que eles se sentissem desconfortáveis, e não fossem obrigados contratualmente. ‘ Todos estão esperando por você’, ou ‘Você está linda’ para tentar amenizar as inseguranças que eles pudessem ter. O ambiente era muito tóxico.”

 

Ruth Wilson e Sarah Treem

O envolvimento de Lena Dunham

Por causa dessas situações, Ruth foi logo considerada “difícil” por tentar evitar as cenas de nudez. E tudo piorou quando houve uma situação envolvendo Lena Dunham, que filmava a série Girls perto do set de The Affair em 2016. Segundo a co-showrunner de Girls, Jenni Konner escreveu em um texto na época, um “produtor/diretor de uma série que é feita perto” e pediu aLena que se encontrasse com uma atriz (Wilson) para convencê-la  a “mostrar seus peitos, ou um pouco da vagina”. Logo essa pessoa começou a “criticar e avaliar cruelmente os corpos de todas a mulheres de sua série”. Ele, que parece ser o produtor executivo e  diretor de The Affair, Jeffrey Reiner, teria ainda mostrado uma foto de cena de Maura Tierney com um dublê de corpo de um ator com o pênis perto de seu rosto, para confirmar que The Affair também tinha nudez masculina.

Jenni Kohner e Lena Dunham

Isso acabou rendendo uma grande confusão que envolveu até a direção do canal Showtime, que produzia a série. Ruth registrou uma reclamação, e foi aberta uma investigação interna pela CBS, que é empresa irmã da Showtime. Com isso, Reiner foi proibido  de dirigir qualquer episódio que tivesse a participação dela. Ele acabou resolvendo sair.

A saída de Ruth Wilson

Só que esse incidente acabou dando para Ruth a oportunidade que ela precisava para negociar sua saída. Ela filmou toda a sua participação na quarta temporada antes dos resto da filmagem. Segundo uma fonte, a condição para que ela fizesse tudo isso era que Sarah Treem não entrasse no set enquanto Ruth estivesse lá.

E, apesar da atriz ter dito que não tinha controle sobre o destino de sua personagem, ela aparentemente teve uma certa influência. No roteiro original escrito por Treem, a personagem dela foge de uma tentativa de estupro antes de ser violentamente assassinada. A atriz fez uma objeção, e dizem que até executivos do canal  disseram que Sarah Treem precisava remover o estupro. No final – SPOILER – Alison é assassinada por seu namorado casado, mas não há estupro.

The Affair teve ainda uma quinta e última temporada, sem Ruth e sem Joshua Jackson, que fazia o papel de seu ex-marido, Cole. Nela, o tempo passou e Anna Paquin faz o papel da filha de Alison e Cole, Joanie, Aqui no Brasil, somente as temporadas 2 e 4 estão disponíveis na Netflix. Já Ruth, foi estrelar His Dark Materials, da HBO, e inclusive veio ao Brasil para participar da CCXP.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *