fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Gossip

A revolta dos fãs e a declaração da autora de Bridgerton sobre a história de Francesca

Quando escrevi a minha crítica da 3ª temporada de Bridgerton, confesso que fiquei um tanto perdida com a reação de Francesca quando é apresentada à Michaela, prima de seu marido John. Pensei até que ela poderia  ter ficado nervosa com a perspectiva de uma outra mulher na casa. Entretanto no foi nada disso, rsrs. Eu não li os livros de Bridgerton escritos por Julia Quinn. Só comecei a entender o tamanho do problema para Shonda Rhimes e seu time quando vias reações iradas nas redes sociais. Se você também não leu os livros e quer entender o problema, veja aqui #comspoilers:

O que houve?

O livro O Conde Enfeitiçado, que é dedicado a Francesca, mostra o casamento dela com John. Mas, – de novo #spoileralert – ele morre subitamente, e Francesca se apaixona pelo primo dele, Michael. Segundo os fãs, essa é a história mais dramática, e também a melhor, entre todos os livros de Bridgerton.

Li várias declarações da fãs dizendo que Michael é o personagem mais apaixonante de toda a saga dos Bridgerton. Por consequência, os fãs ficaram revoltadíssimos quando perceberam que Michael havia se tornado Michaela na série. O objetivo, é claro, foi querer deixar a história mais inclusiva que os livros. Nada contra, exceto que a meu ver tudo parece um tanto forçado. Especialmente a reação de Francesca, que acabou de se casar, e em tese , ama seu marido. Há também nos livros um arco que mostra a dificuldade de Francesca em engravidar de Michael. Isso obviamente não fará parte de sua história com Michaela.

Essa necessidade de produções atuais de parecerem mais inclusivas muitas vezes rende mais problemas do que elogios. Transformar Benedict em bissexual também rendeu reclamações – as minhas inclusive. Creio que seria mais inteligente fazer uma outra história para incluir um amor homossexual, e não mudar totalmente, algo que atrai a ira dos leitores nas redes sociais.

E ainda…

O “levante” foi tão grande, que nessa segunda (24), a autora dos livros Julia Quinn se posicionou sobre assunto. Também acho que “o tiro saiu pela culatra ” , pois , pelo menos pra mim, ficou bem claro que ela não ficou feliz com essa mudança de rumos de Michael para Michaela. E tentou ser politicamente correta, se dizendo ” comprometida em tornar o mundo Bridgerton mais diverso e inclusivo”. E que foi difícil para ela concordar com a mudança – “eu precisei de mais informações antes de concordar”.

É certo que a próxima temporada de Bridgerton deve demorar ainda dois anos para estrear. Até lá, muito dessa revolta deverá ter se acalmado. Entretanto adoraria ser uma mosquinha para ver uma reunião do povo criativo de Shonda com os criativos da Netflix discutindo o caso. Rsrs!

Veja abaixo o post de Júlia Quinn traduzido na íntegra.

A declaração de Julia Quinn sobre o assunto

“Qualquer pessoa que tenha visto uma entrevista minha nos últimos quatro anos sabe que estou profundamente comprometida em tornar o mundo Bridgerton mais diverso e inclusivo à medida que as histórias passam do livro para a tela. Mas trocar o gênero de um personagem principal é uma grande mudança. Quando (a showrunner) Jess Brownell me abordou pela primeira vez com a ideia de transformar Michael em Michaela para a série, eu precisei de mais informações antes de concordar.

Eu confio na visão da Shondaland de Bridgerton, mas eu queria ter certeza de que nos manteríamos fiéis ao espírito do livro e dos personagens. Jess e eu conversamos durante muito tempo sobre isso. Eu deixei claro que era extremamente importante para mim que o amor duradouro de Francesca por John estivesse claro na tela. Quando escrevi O Conde Enfeitiçado, na verdade, tive que lutar para que os primeiros quatro capítulos, que estabelecem esse amor, entrassem no final. Meu editor estava preocupado que escrever sobre o amor de Fran por John poderia tirar de Michael o papel de herói do romance.

Mas eu senti que, se não mostrasse o quão profundamente ela amou John, e o quão profundamente Michael também amava o primo, os sentimentos de culpa por eles se apaixonarem após a morte de John não faria sentido. Eu não queria apenas contar ao leitor que eles o amavam, eu queria que os leitores sentissem isso. Agora estou confiante que, quando Francesca tiver sua temporada de Bridgerton, será a mais emotiva e comovente história da série, assim como O Conde Enfeitiçado sempre foi o que mais provocou lágrimas nos livros. Sinceramente, pode ser ainda mais impactante, já que John está tendo muito mais tempo na tela do que teve nas páginas. Acho justo dizer que todos nos apaixonamos um pouco por ele”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Sempre digo que a vida real nos apresenta fatos muito mais absurdos do que qualquer roteiro maluco de cinema. Isso fica evidente também em...

Cinema

Quando o primeiro Deadpool estreou lá em 2016, eu fiquei fascinada com seu humor politicamente incorreto. Tanto que o coloquei entre os meus Top...

Streaming

Em 2020, uma semana antes de tudo fechar por causa da pandemia, Aprendiz de Espiã estreou nos cinemas. Não fez um enorme sucesso porque...

Streaming

Há várias boas séries de true crime com atores (não estou falando de documentários) disponíveis no streaming. Entre as melhores estão A Escada (MAX),...

Cinema

Eu acompanhei boa parte da batalha contra o câncer de Shannen Doherty. Ela faleceu no último dia 13, aos 53 anos, vítima da doença...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Bridgerton é uma daquelas séries que eu separo sempre um dia para maratonar e embarcar totalmente na história. Não foi diferente com a Parte...

Streaming

Semana de dia dos namorados começando, e aqui estão seis séries românticas e lindas para entrar no clima da época. Adoro todas ! O...

Streaming

Junho chegando, e os lançamentos da Netflix mais uma vez estão  bem médios. Mas tem dois lançamentos que realmente vale a pena: a segunda...

Streaming

Bridgerton é uma delícia. Gosto muito das duas primeiras temporadas. A primeira tem cenas bem quentes, a segunda é mais sensual, com um jogo...

Streaming

Pois é, abril acabando ( e eu não vi nem um quinto do que queria assistir) , e maio chegando. E , como sempre,...

Streaming

Eu adoro séries de época. Sei de muita gente que tem preconceito, mas eu tento assistir a maioria – e geralmente não me decepciono....

Streaming

O sucesso de Bridgerton fez com que várias produções seguissem o mesmo caminho. Ser inclusiva, com várias raças personificando lordes ingleses, e alta sociedade....

Streaming

Eu sempre adorei livros, filmes, derivados de Jane Austen. Aqueles romances que dã0 importância para mulheres inteligentes, e os homens que dão valor a...