fbpx

A volta do palhaço Pennywise, agora no cinema.

Eu não gosto de palhaços. Não sei em que momento eles começaram a me assustar muito, já que eu gostava deles quando era pequena quando meu avô me levava ao circo. Será que foi com Poltergeist? O que sei é que hoje em dia os acho assustadores. E parece que eles estão em todo o lugar. Essa semana, além da estreia de American Horror Story: Cult , que nessa temporada traz de volta o horrendo palhaço Twisty, no cinema estreou It: A Coisa, baseado na história de Stephen King sobre outro palhaço mortal, Pennywise.

Ela já havia sido tema de uma minissérie em 1990, com o nome de It: A Obra-prima do Medo, que se passava nos anos 60, com Tim Curry como Pennywise, que fazia as crianças de uma cidade pequena dos Estados Unidos desaparecerem. Na nova versão, 27 anos se passaram, e Pennywise está de volta, agora feito por Bill Skarsgard, de Hemlock Grove,  e irmão de Alexander.

Resultado de imagem para bill skarsgård pennywise

Assim como Stranger Things, a série da Netflix, que fez várias referências aos filmes dos anos 80, com certeza você também vai lembrar da série quando estiver assistindo It: A Coisa. Afinal, o filme também se passa na época, e mais uma vez as crianças tem que investigar e descobrir o que está acontecendo de errado. O irmão de Bill (o ótimo Jaeden Lieberher, de Um Santo Vizinho) desapareceu num dia de chuva – na sequência mais impressionante do filme. Desde então, ele busca respostas sobre o que teria acontecido. Ao seu lado estão seus amigos, chamados de Losers (perdedores), entre eles Richie (Finn  Wolfhard, que também faz parte do elenco de Stranger Things). Juntos, eles começam a investigar o que aconteceu, e logo descobrem a pista de Pennywise. Isso enquanto fogem de um garoto que adora fazer bullying com eles, o lindinho Nicholas Hamilton, de Capitão Fantástico.

O filme é menos aterrorizante do que eu esperava, mas isso não quer dizer que é pouco eficiente. Na verdade, é um suspense muito bom. Você vai acompanhar a aventura das crianças com atenção, e quando ela termina, vai sentir um gostinho de “quero mais”. Talvez um problema da história seja que você fica sabendo muito pouco sobre a história do palhaço, o que pode ser que seja abordado na continuação. Aparentemente, ela irá alternar a história das crianças no passado, com outra, delas já adultas, 27 anos depois.

Resultado de imagem para it 2017 the kids

Eu nunca li a história de Stephen King, pouco me lembro da minissérie, e continuo aterrorizada por palhaços. Mas adorei essa jornada inicial de It: A Coisa, e mal posso esperar pela sequência.

Resultado de imagem para it 2017 the kids

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *