fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Som da Liberdade estreia nos cinemas em meio à polêmica

É bem provável que você já tenha ouvido falar de  Som da Liberdade. Durante algum tempo, ele foi alvo de diversas teorias da conspiração, especialmente com grupos de extrema direita americanos. Isso foi negado pelo diretor Alejandro Monteverde, que disse que queria apenas contar a história de Tim Ballard, um agente de segurança interna dos Estados Unidos e sua luta contra o tráfico de crianças. O problema é que recentemente o Tim Ballard real foi alvo de acusações de assédio sexual por pelo menos sete colegas que atuaram junto com ele em suas missões de resgate. E, além disso, o sempre controverso Mel Gibson é um dos produtores.  De qualquer maneira,  Som da Liberdade finalmente chegou aos cinemas nessa semana, depois de ter alcançado mais de 200 milhões de dólares nas bilheterias mundiais.

O filme começa com duas linhas do tempo. Na primeira, há o rapto de crianças em Honduras, que são comercializadas para fins sexuais em diversos países. Paralelamente, o agente Tim Ballard , que investiga crimes de pedófilos nos Estados Unidos, encontra um deles que o leva a descobrir toda essa rede. Uma das crianças levada em Honduras é Miguel. Ele e sua irmã Rocio tinham a  promessa de virarem artistas. É quando as histórias convergem, e Tim passa a querer desmascarar essa rede sórdida, inclusive colocando em risco o seu emprego e a sua vida.

O que achei?

Já aviso que o assunto é horrível. São crianças roubadas de seus pais e vendidas para se prostituir com uma escória de gente. Isso por si só já embrulha o estômago. O filme pelo menos nos poupa de ver cenas dessas situações terríveis, mas a sugestão do que acontece já é bem difícil de aguentar. A ideia de apresentar esse problema é boa. O problema é que a direção de Alejandro Monteverde carrega nos efeitos de novela para dar mais impacto a cada cena. Fez com que eu me sentisse manipulada em diversos momentos.

Som da Liberdade tem 2h15 de duração – a terceira parte quando Tim entra na floresta, além de obviamente ter tomado várias liberdades com a história real, é longa demais. Uma pena, porque até aquele momento o ritmo do filme era muito satisfatório. Só acho que uma história tão importante de ser conhecida como é o caso aqui, deveria ter um realizador melhor.

No elenco, as duas crianças que fazem Rocio e Miguel são sensacionais. No papel principal,  Jim Caviezel não está em seu melhor momento – longe disso. Quem acaba sendo mais interessante é o personagem Vampiro, feito por Bill Camp, que recentemente esteve no bom O Estrangulador de Boston. Mas o que mais me surpreendeu foi a participação de Mira Sorvino. Vencedora do Oscar, ela tem poucas cenas, e só uma de frente – até demorei para reconhecê-la.

No final, analisando somente do ponto de vista cinematográfico (absolutamente sem comprometimentos políticos ou de ideologia), o filme deixa a desejar! Mas, é claro, que a história vai emocionar muita gente. A tragédia que mostra com certeza não vai deixar você indiferente.

 

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

Hoje é dia de rock, bebê! O cinema já fez várias biografias de grandes nomes do rock. E nesse dia internacional do rock, aqui...

Streaming

Glen Powell é o cara que está em todas. Só nesse ano, teve três filmes super comentados. Todos Menos Você, Assassino por Acaso e...

Cinema

Um de meus filmes favoritos de desastre (um gênero que gosto muito) é Twister, de 1996. Acho que tem um roteiro arrumadinho, que consegue...

Cinema

As comédias românticas encontraram uma casa – e um público fiel – no streaming . Por isso, é interessante – e uma bem-vinda surpresa ...

Cinema

Já começo avisando que Maxxxine é a parte final de uma trilogia. Apesar de ter sido filmado em ordem diferente, cronologicamente ele começa com Pearl(...

Você também pode gostar de ler

Streaming

É, esse mês a lista de estreias da Prime Video está bem fraquinha. Mas eu separei aqui cinco lançamentos que me chamaram a atenção....

Streaming

Hoje em dia, especialmente pós-streaming, o sucesso de um filme – ou uma série –  abre espaço para várias possibilidades de derivados/sequências. Um exemplo...

Cinema

É claro que eu já tinha ouvido falar da série The Chosen: Os Escolhidos, mas não tinha ideia de como ela era popular. Tanto...

Streaming

O feriado de Corpus Christi celebra a data em que os cristãos relembram o momento em que Cristo partilhou o pão e o vinho...

Streaming

Dennis Quaid anda numa fase onde tem feito muitos filmes que falam sobre crenças, religiões, fé, com um grande apelo familiar. É só pensar...

Streaming

Como fã dos filmes de John Wick (menos o último, rs), fiquei intrigada quando ouvi falar pela primeira vez da série prelúdio do filme....

Cinema

A saga After é um daqueles livros de romance apimentado para adolescentes que fizeram grande sucesso na esteira de 50 Tons de Cinza. Conta...

Cinema

O início de semana foi triste para os fãs de cinema. Tivemos as perdas de três grandes nomes do cinema, figuras conhecidas, e que...