fbpx

Prepare-se para se emocionar com O Melhor de Mim no cinema

 data-srcset

Qualquer filme baseado em livro de Nicholas Sparks acaba sempre em choradeira. Não tem jeito. Li somente um livro do autor, Noites de Tormenta. Chorei horrores tanto lendo como assistindo o filme, com Richard Gere e Diane Lane. Prepare-se pois O Melhor de Mim, apesar de não ter me tocado tanto, não é diferente. O filme estreia este fim de semana nos cinemas. Leve o lenço, deixe o namorado/marido em casa e aproveite! (Rs)

Um casal de antigos namorados da época do colégio se reencontra muitos anos depois quando retornam à sua cidade natal para acompanhar o funeral e a leitura do testamento de um grande amigo de ambos. E, é lógico, que começam a relembrar o passado.

O filme é dividido em duas partes que se alternam. O passado, quando Dawson e Amanda (Luke Bracey e Liana Liberato) se conhecem e se apaixonam ainda adolescentes. Mas por motivos claramente injustos, acabam se separando. No presente, quando se reencontram, 20 anos se passaram. E agora James Marsden e Michelle Monagham assumem os papéis para reviver estes sentimentos.

Luke Bracey e Liana Liberato

A parte dos adolescentes é ainda melhor. Especialmente pela atuação de Luke Bracey (o Dawson jovem), uma mistura de Heath Ledger com Joseph Gordon Levitt, ele é claramente um pouco velho para o papel de adolescente. Mas compensa isso com charme e carisma. Na segunda parte, o filme pertence à Michelle Monaghan (a Amanda mais velha), uma atriz sempre boa e intensa. Apesar de adorar James Marsden, ele não me passa a força do ator mais jovem para o personagem mais velho. Ao pesquisar sobre o filme, descobri que o papel era de Paul Walker, que faleceu antes das filmagens começarem. Por isso, James foi chamado. Mais uma vez, que pena!

Eliane Munhoz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *