fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O sucesso de 300: A ascensão do império

300: A Ascensão do Império estreou neste fim de semana em vários países, inclusive no Brasil. Nos Estados Unidos ficou em primeiro lugar nas bilheterias, o que deve provavelmente repetir por aqui (os resultados dos cinemas brasileiros só saem na terça feira). Foram 45 milhões de dólares em 3470 salas. 65%  desse valor foi em salas 3D, obviamente a melhor maneira de assistir um filme com visual tão imponente e  com tantos efeitos especiais. É claro que esse número é bem inferior ao do primeiro filme , que fez 70 milhões quando estreou em março de 2007.  Em compensação, os números de estreia nos outros 58 países devem chegar a 87,8 milhões, ou 10% a mais que o original.

Mas o que dizer do filme? Sou uma fã do primeiro 300,  dirigido e escrito por Zack Snyder,  com Gerard Butler, ótimo como o rei Leônidas. É interessante que na época nem reparei em Michael Fassbender como Stelios, um dos guerreiros espartanos. Só percebi agora quando fui rever o filme antes de assistir o segundo. 300: A ascensão do império ( só escrito por Snyder, a direção é de Noam Murro) se passa antes, durante e depois dos acontecimentos do primeiro filme. Acompanhamos agora como o general Themystokles ( o australiano Sullivan Stapleton), sem querer, provocou a transformação de um jovem  príncipe no semideus Xerxes (Rodrigo Santoro). Enquanto Xerxes derrota os 300 do primeiro filme, Themystokles enfrenta Artemisia (Eva Green), a comandante da marinha persa. O embate definitivo será após a vitória de Xerxes  e ele testemunhará o resultado na última cena do filme.

Quando começou a se falar em uma sequência do filme, abordando a origem de Xerxes, todo mundo por aqui pensou que Rodrigo Santoro teria enfim seu papel principal numa grande produção de Hollywood. Infelizmente não é o que se vê. O vilão em foco é Artemisia,  que Eva Green faz com seu imutável olhar com quilos de lápis preto. Ela é inclusive a mentora da transformação de Xerxes. A desculpa foi que os quadrinhos originais não ficaram prontos e portanto a história foi adaptada para mudar o foco para Artemisia. Uma pena!

Por mais que tente, Sullivan Stapleton não consegue chegar nem perto do carisma de Gerard Butler. Mas tem uma boa cena quente com Eva Green no navio. Uma luta que parece sexo ou sexo que parece uma luta. Dizem que foi por causa desta cena que o filme recebeu a denominação R (ou restricted/restrito) nos cinemas americanos. Ou seja, somente maiores de idade podem ver o filme (no Brasil é para maiores de 16 anos). Se fossem só as cenas de morte, dilacerações, cabeças decepadas não haveria problema, mas uma cena de sexo onde você pode ver os seios da atriz…Ah, isso é um problema. Vai entender…

Como filme, a sequência é bem inferior ao original mas ainda assim pode entreter, especialmente os fãs de quadrinhos e admiradores do primeiro filme.As cenas das batalhas dos navios são muito bem feitas, por exemplo. É interessante rever o 300 original para lembrar de detalhes que são mencionados agora. Se os resultados de bilheteria forem os esperados (e pelo primeiro fim de semana parece que serão), o filme deixa uma porta escancarada para uma sequência. Esperamos que melhor e com uma oportunidade maior para Rodrigo Santoro.

Eliane Munhoz

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

Tem muita coisa boa e interessante chegando na Prime Video em março. Filmes que já passaram no cinema, e outras produções originais. Eu separei...

Streaming

A gente tem tanta coisa para assistir no streaming que normalmente fica até meio perdida, não é mesmo? Então, eu separei aqui 6 imperdíveis...

Cinema

Tenho tentado assistir a boa parte dos filmes que estão participando do Oscar ( já vi todos os principais que concorrem a melhor filme)....

Streaming

Já faz um tempo que todo mundo estava esperando para ver o último filme candidato ao Oscar de melhor filme estrear. E agora Ficção...

Cinema

Mais de dois anos depois, a segunda parte de Duna chega aos cinemas nessa quinta. Duna : Parte 2 é mais grandioso, e tem...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Eu adorei o filme francês Os Três Mosqueteiros : Dartagnan (crítica aqui).O filme fez um enorme sucesso na França (aqui está disponível no Telecine)....

Streaming

Assisti a minissérie Liaison (Conexões) em dois dias – três episódios de cada vez- na Apple TV Plus. A primeira parte me deixou entusiasmada,...

Cinema

O cinema ama a história de Alexandre Dumas de Os 3 Mosqueteiros. Desde os tempos do cinema mudo, com Douglas Fairbanks, várias versões foram...

Streaming

Eu recebi a lista dos lançamentos da Apple TV Plus de fevereiro e separei aqui quatro coisas que fiquei bem curiosa para ver. Veja...

Streaming

Teen Wolf teve seis temporadas e foi um considerável sucesso, especialmente no Brasil. Com isso, nessa febre de revivals do streaming, era natural que...

Streaming

As linhas tortas de Deus é um filme espanhol que vem fazendo grande sucesso na Netflix. A trama é um clássico do gênero. Mistura...

Streaming

Depois dos anúncios de talentos de Disney, HBO MAX e Netflix que estarão na CCXP 22, mais dois players confirmaram a presença de celebridades....

Streaming

A série Teen Wolf terminou em 2017. Teve seis temporadas, todas disponíveis na Netflix. Para quem não conhece,  ela gira em torno de Scott...