fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O “prazer com culpa” de A Estranha Perfeita

Sempre digo que é impossível ver tudo que está disponível no streaming. Então, além dos lançamentos badalados, adoro receber dicas/sugestões de programação. Um amigo querido recentemente me indicou o filme francês A Estranha Perfeita. Não confundir com a produção americana do mesmo nome, estrelada por Halle Berry e Bruce Willis, que é ruim, mas como adoro os dois vejo sempre, rs. Esse é uma produção francesa de 2011, que está disponível na Amazon Prime Vídeo. Tem uma história envolvente, que você fica querendo muito saber como vai terminar.

O francês Jonathan Hopkins (Bruno Debrandt) vive uma vidinha medíocre, mas tem problemas de relacionamento com a mulher, Lucie (Marie Dernarnaud). Ela vem agindo estranhamente, como se o detestasse, mesmo apenas 3 meses após o casamento. Só que logo após herdar uma imensa fortuna de seu pai que nunca conheceu, Jonathan recebe a notícia chocante. A mulher sofreu um acidente de carro. Entretanto, ao entrar no quarto do hospital, ele se depara com uma completa desconhecida (Audrey Fleurot), que não consegue falar devido a sequelas do acidente. Contudo, os documentos provam que aquela é sua mulher. Jonathan então precisa descobrir o que aconteceu com a verdadeira senhora Hopkins, e quem é aquela estranha que parece perfeita.

A crítica

O filme é de 2011, e é baseado em um livro de sucesso na França.  Os autores são Pierre Boileau e Thomas Narcejac, responsáveis por histórias policiais famosas como Diabolique e Um Corpo que Cai. Pode se dizer que é um daqueles “prazeres com culpa”, rsrs. É uma produção para a TV, com claras restrições orçamentárias. É um daqueles casos em que o filme tem vários buracos no roteiro, a direção é fraca. Mas tem algumas boas cenas sensuais (a da massagem é bem interessante). E você acaba ficando muito curiosa. Especialmente pelos motivos de Jonathan por aceitar a estranha (o que não ficou claro para mim). E obviamente, quem é aquela mulher, que entrou no lugar  de Lucie.  A resolução pode ser meio maluca, mas de qualquer maneira, me manteve interessada até o final. É mais do que boa parte dos filmes que assisto.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Quem me conhece, sabe que acho Jeffrey Dean Morgan o máximo! É um dos meus Top 3. Eu o conheci – como muita gente...

Streaming

Nem dá pra acreditar que entramos no último trimestre do ano. Mas a coisa boa disso, é que boa parte dos grandes lançamentos do...

Streaming

Quando Madame foi exibido nos cinemas, eu acabei perdendo. Foi um daqueles que entrou e saiu rapidamente. Agora, resolvi isso assistindo na Amazon Prime...

Cinema

Cinderela estreou nessa sexta na Amazon Prime, após ser adquirido da Sony. Foi mais um dos casos de filmes que tiveram seu trajeto mudado...

Streaming

São tantas opções para quem tem Netflix, HBO Max, Paramount Plus, Apple TV Plus, Disney Plus, e agora  Star Plus. E a Amazon Prime ...

Séries

No ano passado, a Amazon lançou a primeira temporada de Modern Love/Amor Moderno. Tinha oito episódios, cada um contando uma história de amor. Elas...

Cinema

Eu amo a história de Cinderela. Desde o desenho dos anos 50, até a maravilhosa versão que tem Lily James como estrela. Isso sem...

Cinema

Acompanho a carreira de Kate Beckinsale faz tempo. Desde  Muito Barulho por Nada, sua estreia, e que eu adoro. Ele está disponível na Apple...