fbpx

O espetáculo de O Irlandês no cinema e na Netflix

Esse ano a Netflix quase chegou lá no seu objetivo de conquistar um Oscar com Roma, de Alfonso Cuarón. No Oscar 2020, a empresa vai ter um chance ainda melhor com O Irlandês, dirigido por Martin Scorsese, e estrelado por Robert De Niro, Joe Pesci e Al Pacino.  O filme, que vai chegar na Netflix no dia 27, está estreando nessa quinta (14) em algumas salas de cinema (lista no final da matéria). Eu recomendo! É um espetáculo cinematográfico!

O irlandês é baseado em um livro de Charles Brandt chamado I heard you paint houses. Logo de início você vai descobrir no filme que pintar casas não tem nada a ver com tinta e pincel, enquanto Frank Sheeran (Robert De Niro) conta a sua história. Conhecido como “O Irlandês”, Frank é um veterano de guerra condecorado que concilia a vida de caminhoneiro com a de assassino de aluguel número um da máfia. Promovido a líder sindical, ele torna-se  amigo do mais famoso presidente sindical que os Estados Unidos já teve, Jimmy Hoffa (Al Pacino).

Liberdades criativas

As pessoas envolvidas no caso na época na vida real dizem que o livro têm mentiras com relação ao destino de Hoffa. Mas de qualquer maneira, como o próprio De Niro disse em entrevistas, essa é a visão deles da história. Então, como esse é um fato pouco conhecido por aqui, é só relaxar e aproveitar a história como bom cinema.

A crítica

O filme têm três horas e meia, mas não se assuste. Você não sente o tempo passar. Martin Scorsese é um purista de cinema, e já declarou que seu filme deve ser visto na tela grande. Mas como a Netflix foi a única disposta a investir algo em torno de 160 milhões de dólares na produção, o lançamento está sendo pequeno nos cinemas, para a grande estreia no serviço no final do mês. É claro que a experiência de ver essa história na tela grande é incomparável. Então, se você tem a oportunidade, gosta de Scorsese e de cinema, vale o investimento no ingresso.

É claro que também é preciso dizer que com seus temas sobre a Máfia, família, todos os filmes do diretor são um pouco parecidos. Ainda mais com a gangue Scorsesiana: Robert De Niro, Joe Pesci (que deixou sua aposentadoria), Harvey Keitel. O filme tem ainda muita gente famosa fazendo pequenas participações, possivelmente só pelo prazer de trabalhar com esses monstros sagrados. É o caso de Bobby Cannavale, Jesse Plemons, Jack Huston, Dascha Polanco (Orange is the New Black) e Anna Paquin. Mas, nesse último caso, com um mínimo de diálogos, Anna transmite uma gama de emoções incrível. Tira leite de pedra, para usar uma expressão da época do filme.

Os efeitos especiais

O custo exorbitante da produção dizem que foi por causa do investimento em efeitos especiais para rejuvenescer os atores, que passam por diversos períodos da história. Achei que o resultado ficou aquém do esperado, em vários momentos, o efeito na mesma cena tinha níveis diferentes. Me chamou mais atenção alguns movimentos dos atores que  deveriam ser mais ágeis se fossem feitos por atores da idade prevista. Preste atenção no momento em que o personagem de De Niro dá uma surra no dono da mercearia que empurrou sua filha. E em qualquer outra cena com mais ação…

De Niro, Pesci e Pacino

Mas de qualquer maneira, são atores superlativos. De Niro está bem, mas não extraordinário, no papel principal. Joe Pesci é um ator que sempre me deixava nervosa, mas aqui está surpreendentemente contido. Gostei muito. Mas quem está realmente impressionante  – aliás, como sempre – é Al Pacino como Jimmy Hoffa. Ele já ganhou o prêmio de coadjuvante do Hollywood Filme Awards, e deve ser um finalista da temporada de premiações na categoria.

Onde assistir O Irlandês no cinema?

São 19 cinemas selecionados que exibirão O Irlandês a partir de  14 de novembro:

Cine Líbero Luxardo – Belém, Cine Cultura Liberty Mall – Brasilia, Cine Passeio – Curitiba, Cinemulti – Florianópolis, Paradigma Cine Arte – Florianópolis, Cine Teatro São Luiz – Fortaleza, Cinema do Dragão – Fortaleza, Cineart UFF – Niterói, Cine Cultura Palmas – Palmas, Guion Center Cinemas – Porto Alegre, Moviemax Rosa e Silva – Recife, Estação NET RIO – Rio de Janeiro, Estação GÁVEA – Rio de Janeiro, Sala de Arte Cine Paseo – Salvador, Roxy Pátio Iporanga – Santos, Petra Belas Artes – São Paulo, Cinemateca Brasileira – São Paulo, Cinemas Teresina – Teresina, Cine Sesc Glória – Vitória.

Os ingressos são vendidos por meio do site Eventbrite.com para 12 desses cinemas e em bilheteria dos demais.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *