fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O esperado Carol chega aos cinemas

Antes de começar a falar sobre Carol, o filme indicado a vários prêmios que estreia esta semana nos cinemas, quero deixar claro que acho Cate Blanchett o máximo. Provavelmente, ao lado de Kate Winslet, é a melhor atriz da atualidade. Seja qual for o papel, ela é sempre perfeita. Em Carol, baseado no romance meio autobiográfico O Preço do Sal da conhecida escritora Patricia Highsmith, não é diferente. Repito: Cate é sempre perfeita!

A história começa em Nova York, no início da década de 1950, quando Therese Belivet (Rooney Mara), está trabalhando em uma loja de departamento de Manhattan e sonhando com uma vida mais gratificante. Lá ela conhece Carol Aird (Cate Blanchett), uma mulher sedutora presa em um casamento fracassado. Já no primeiro encontro ambas sentem uma atração imediata. Começa então um jogo de sedução entre as duas, que pode resultar em problemas quando o marido de Carol (Kyle Richards, de Super 8) resolve questionar sua competência como mãe. Carol e Therese se refugiam então na estrada, deixando para trás suas respectivas vidas. Só que nada pode durar para sempre…

O filme vem ganhando vários prêmios desde que estreou no festival de Cannes no ano passado. Entre os mais importantes estão o dos críticos de Nova York e os de Boston. Apesar de não ter ganhado nada no último Globo de Ouro, tem várias indicações para o Critics Choice, SAG’s, BAFTA e provavelmente também terá indicações para o Oscar (Cate com certeza). Mas o que achei do filme?

Diretor e estrelas no tapete vermelho no Festival de Cannes

É bonito… mas pouco mais que isso. Cate está maravilhosa (as suas expressões “devoradoras” são imperdíveis), a fotografia é belíssima, a trilha é linda. Mas falta alma ao filme. Digo que é o filme perfeito para Rooney Mara, com aquela cara que nunca sentiu uma grande emoção, um sentimento avassalador. Tem sempre a mesma expressão de quem preferia estar dormindo para que a vida passe mais rápido.

Sim, é um filme para ganhar prêmios. Sim, vai se tornar cult. Sim, você deve assisti-lo no cinema para formar sua própria opinião. Talvez o meu problema é que eu esperava algo tão bonito e incrível como o filme anterior do diretor, Longe do Paraíso, de 2002, que deu uma indicação ao Oscar para Julianne Moore. E geralmente quando se espera demais, você acaba desapontada.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

A gente tem que admirar o Chris Hemsworth. Não só pelas razões óbvias já que ele é lindooooo. Mas também porque parece ser boa...

Cinema

Alguns devem se lembrar da série Duro na Queda (The Fall Guy). Ela durou de 1981 a 1986. Mostrava Lee Majors como um dublê,...

Cinema

Lisa Marie Presley ficou em silêncio desde a morte do filho, Benjamin, em julho de 2020. Relembre aqui a notícia. Mas, como tudo nessa...

Séries

Essa é a semana em que as redes de TV americanas anunciam sua nova programação depois da loucura dos cancelamentos. Eu separei aqui nove...

Streaming

Filmes sobre adultos que tem que voltar para o colégio por alguma razão são sempre divertidos. 17 Outra vez, Sexta-feira muito louca, Billy Madison,...

Você também pode gostar de ler

Streaming

O último filme – aquele que faltava-  dos candidatos a melhor filme que vi no cinema foi Drive my Car. Assim como Parasita há...

Moda

Estava com muita saudade de um red carpet!! E neste domingo, com o SAG Awards foi uma delícia ver estrelas super produzidas  nessas festas...

Streaming

Essa semana a Academia de Cinema Espanhola anunciou que vai incluir uma nova categoria no Prêmio Goya. Na verdade é uma premiação especial, uma...

Cinema

Vários grandes lançamentos chegando ao cinema e ao streaming nesta semana. No cinema,  eu tenho que falar de Spencer. O filme conta os dias...

Cinema

Sou fã do cinema noir. Para quem não conhece, é um estilo de filme de suspense de grande sucesso nos anos 1940, com ambientação...

Streaming

Lembro quando Cate Blanchett tinha sido a escolhida para fazer o papel de Lucille Ball na biografia que se transformaria em Apresentando os Ricardos....

Streaming

Sou fã dos filmes de Adam McKay. Adoro seu humor ácido, direto e principalmente que não usa meias palavras para criticar os poderosos. Tanto...

Cinema

O filme é de 2018, mas só agora chegou por aqui. E, aliás, estreou ontem nas plataformas digitais numa boa data. Para quem não...