fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O Congresso Futurista chega aos cinemas. E é uma senhora experiência cinematográfica!

Como sempre digo, sou grande fã de Robin Wright. Acho que é uma atriz corajosa, que se joga de cabeça em seus papéis. Mesmo quando faz uma personagem aparentemente fria, você pode ver através de seus olhos o turbilhão de emoções que está se passando em sua mente. Se Hitchcock fosse vivo, Robin com certeza seria a sua musa. Seu último ato inesperado é O Congresso Futurista, que estreia em poucas salas de cinemas do país. E como sempre, está maravilhosa.

Não é um filme fácil, é bom que isso esteja claro! Robin faz o papel de Robin Wright, uma atriz que chegou aos seus quarenta anos, tem dois filhos e começou sua carreira com um grande sucesso chamado A Princesa Prometida. Mas depois deixou de fazer papéis que poderiam tê-la transformado em super estrela para participar de filmes menores mas que falavam mais perto de seu coração bem como cuidar da família. Ou seja, é ela mesma. Pode haver coisa mais difícil para uma atriz, especialmente uma tão privada como Robin fazer algo assim?

Baseado no livro de Stanislaw Lem, segue a história de Robin, que recebe uma proposta que mudará sua vida através de seu agente (Harvey Keitel). Ela será totalmente digitalizada e  tudo será feito pelo seu avatar. Ganhará uma enorme quantidade de dinheiro mas nunca mais poderá atuar, “pois este é o presente e não mais o futuro” conforme diz o presidente do estúdio (Danny Huston, ótimo). Como precisa de dinheiro para o tratamento do filho, Robin concorda. Vinte anos depois, ela aparece para participar de uma convenção onde todos são transformados em desenho animado.

Nesse momento, o diretor premiado de Valsa com Bashir, Ari Foulman, muda completamente a fórmula do filme, seguindo para uma aventura alucinada (e alucinógena!) que em algumas ocasiões faz recordar o desenho Heavy Metal (lembram?). É um desafio e tanto. A parte inicial em live action foi perfeita e me deixou completamente envolvida com a história. A segunda, mais longa, em desenho, achei extensa demais. Algumas vezes, a história ficou difícil de acompanhar. Mas isso não tira o mérito do filme. Também é interessante prestar (muita) atenção para não perder referências feitas a vários personagens, atores e filmes (a melhor é a de Tom Cruise).

Mas tudo é muito mais interessante por causa de Robin Wright – Cate Blanchett chegou a ser cogitada para o papel. Profunda e total entrega da atriz. Também pelas participações muito especiais dos outros atores. Além de Harvey e Danny, Paul Giamatti também tem cenas muito emocionantes como o médico do filho de Robin. Já Jon Hamm infelizmente só aparece em desenho (sim, é uma pena!). Mas vale conhecer esta experiência cinematográfica. É algo que você nunca viu igual.

Eliane Munhoz

 

 

3 Comentários

3 Comments

  1. Eduardo Pepe

    28 de março de 2014 às 10:49 pm

    Parece muito interessante!

  2. Liliane Coelho

    28 de março de 2014 às 10:50 pm

    Eu acho que foi esse filme que ganhou o prêmio de melhor animação européia do ano passado.

    • Eliane

      29 de março de 2014 às 6:59 pm

      Isso mesmo,Liliane. Além disso, o diretor Ari Folman também ganhou o prêmio da crítica no Festival Internacional de Cinema da Catalunha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

Chris Evans parece querer bater as marcas de Dwayne Johnson como o cara que mais trabalha em Hollywood. Hoje foi anunciado mais um projeto...

Cinema

Os filmes de Thor sempre estiveram entre os meus favoritos da Marvel. Sim, mesmo aqueles que ninguém gostou. Talvez seja por causa de Chris...

Streaming

O povo americano tem o seu dia da independência como uma das datas mais celebradas do ano. É quando soltam fogos, se reúnem para...

Streaming

O gênero da comédia romântica tem uma linguagem universal. Mas, é claro, que foi Hollywood que criou o esqueleto principal dessas histórias que envolvem...

Gossip

Ricky Martin sempre me passou a imagem de um cara gente boa, esforçado e bem-humorado. Cheguei a vê-lo na Broadway fazendo Che Guevara numa...

Você também pode gostar de ler

Séries

Houve um tempo em que Jon Hamm e Goran Visnjik eram considerados os caras mais lindos das séries de TV. Era o auge de...

Cinema

Top Gun: Ases Indomáveis, de 1986, é um daqueles filmes que ficaram no coração das pessoas. Nem era tão bom, mas tinha muito estilo....

Streaming

Escrevi ontem uma matéria sobre as cinquentonas maravilhosas.  E, em seguida, várias pessoas me lembraram de outras que tinha esquecido. Então resolvi fazer uma...

Moda

O tempo passa e as estrelas continuam arrasando no red carpet. Agora elas vão acompanhadas de suas filhas , que também viraram artistas lindas...

Streaming

A quarta temporada de Stranger Things vai estrear somente em maio, mas hoje a Netflix lançou um novo trailer. E ele é tenso, demostrando...

Streaming

Rob Reiner é aquele diretor especialista no que chamo de “filmes amigos”. Esse são aqueles que quando você não acha nada de bom para...

Moda

A moda perdeu nesse domingo um de seus astros mais transgressores. Thierry Mugler tinha 73 anos. Apesar de não ser mais o criador de...

Streaming

Há um bom tempo que ouço falar do filme romântico Além das Montanhas. É claro que me deixou curiosa. Afinal, o casal principal é...