fbpx

O adeus a um dos maiores músicos do cinema: Michel Legrand

Foi difícil acordar hoje e saber que o mundo está muito mais triste sem a música excepcional de Michel Legrand. O grande compositor francês morreu hoje aos 86 anos, em Paris. Tive a oportunidade de vê-lo uma vez há muitos anos, tocando em São Paulo. Foi uma emoção ímpar. Talvez você não o conheça de nome. Mas com certeza já ouviu e se emocionou com suas músicas.

Michel Legrand em show em Nova York (2009) – Foto New York Times

Michel começou sua carreira na França, onde fez sua obra mais incrível, Os Guarda-Chuvas do Amor (1964). Depois foi para Hollywood, onde virou uma estrela. Compôs no total mais de 200 trilhas e canções para filmes e séries. Gravou mais de 100 álbuns de música popular, jazz e clássica.  Concorreu a 27 Grammys, e ganhou cinco. Foi indicado 12 vezes, ao Oscar e ganhou três:  pela canção Windmills of Your Mind , de Crown, o Magnífico (1968); pela trilha sonora de Houve uma vez, um verão(1972); pela trilha sonora de Yentl (1983).

Barbra Streisand e Michel Legrand – Getty Images

Há algumas canções e trilhas do mestre que para mim são absolutamente inesquecíveis, estão na lista das melhores da vida. Separei aqui algumas como uma homenagem ao talento incrível de Michel Legrand.

Crown, o Magnífico

Sim, ele ganhou o seu primeiro Oscar  com essa música de Crown, o Magnífico(1968). E como foi inesquecível ver Steve McQueen no planador com esse som tão romântico…

Os Guarda-Chuvas do Amor

Talvez uma das canções mais tristes e mais lindas da história do cinema. Je ne pourrai jamais vivre sans toi de Os Guarda-Chuvas do Amor, com uma super jovem Catherine Deneuve e Nino Castelnuovo. O filme é maravilhoso, a canção idem. Fez também muito sucesso em sua versão em inglês, I will wait for you.

Amigos Muito Íntimos

Pode ser que muita gente não se lembre desse filme, ou da música. Mas eu adoro How do You Keep the Music Playing, do filme Amigos muito íntimos, de 1982. Triste, mas maravilhosa. A gravação original é de Patti Austin e James Ingram, mas eu também adoro a versão de Johnny Mathis.

Houve uma Vez, um Verão

O filme Houve uma Vez, um Verão ainda continua lindo. Mas, a música é simplesmente inesquecível…

Nunca Mais, Outra Vez

Não parece uma típica música de 007, mas eu adoro Une Chanson D’Amour, de Nunca Mais, Outra Vez (1983), o último filme de Sean Connery como James Bond.

Yentl

Mas é claro que não poderia faltar Yentl. Michel e Barbra Streisand fizeram várias parcerias, mas essa é simplesmente superlativa. Todas as músicas são maravilhosas, mas essa , Piece of Sky, que encerra o filme, é inesquecível.

Obrigada, Monsieur Legrand!! Foi um prazer imenso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *