fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Matthew e Jared emocionam em Clube de Compras Dallas

Quando começou a se falar de Clube de Compras Dallas, todo mundo destacava a perda de peso de Matthew McConaughey. Na verdade, depois de assistir ao filme, posso dizer que isso foi o que menos me chamou a atenção.  Uma história envolvente, humana, com personagens bem delineados e principalmente com uma denúncia extremamente importante. Não importa que a ação se passe nos anos 80. A mensagem continua atual e poderosa.

Baseada em fatos reais, mostra o peão Ron Woodroof que segue a linha sexo, drogas e rock and roll . É também racista e homofóbico. Leva um tremendo choque quando após um desmaio, descobre que tem AIDS, na época associada somente a homossexuais. Os médicos dizem que ele terá somente 30 dias de vida. Os amigos o abandonam. Após pesquisar muito, ele descobre que há um tratamento alternativo no México. Logo ele resolve trazer as drogas para os Estados Unidos e, junto com o travesti Rayon (Jared Leto, absolutamente fantástico), monta o Clube de Compras Dallas, um centro de treinamento alternativo para pessoas com HIV. Começa também a sua luta com o FDA, órgão que aprova todos os medicamentos distribuídos no país.

A saga deste personagem, com todas as mudanças pelas quais sua vida passa, é brilhante. Vários haviam tentado levar essa história para o cinema antes. Brad Pitt e o diretor Mark Foster, Ryan Gosling e o diretor Craig Gillespie e até Woody Harrelson com o falecido Dennis Hopper na direção. Ninguém conseguiu levar o projeto pra frente até que Matthew McConaughey se juntou ao diretor Jean-Marc Valeé (de A jovem rainha Vitória) e conseguiu o financiamento necessário.

Matthew sabe o que faz. Depois de anos como ator (competente)mais conhecido por comédias românticas, ele resolveu dar uma guinada em sua carreira. Começou com Magic Mike, depois fez o excelente Amor Bandido (vale a pena conhecer), uma participação pequena mas brilhante em O Lobo de Wall Street além da série True Detective (atualmente exibida pela HBO). Para mim é o melhor ator do ano, independente da perda de peso.

O filme concorre ao Oscar de filme, ator, ator coadjuvante (Jared Leto), roteiro original, montagem e cabelo e maquiagem. Depois de vencerem o Globo de Ouro, o SAG´s, o  Broadcast Film Association, entre outros, Matthew e Jared devem levar os prêmios de atuação. Merecidíssimo!

Eliane Munhoz

 

2 Comentários

2 Comments

  1. Eduardo Pepe

    22 de fevereiro de 2014 às 3:01 am

    Realmente, Matthew e Jared arrasam e merecem o Oscar!

  2. Rafael Soares

    22 de fevereiro de 2014 às 12:13 pm

    Uma pena que Dallas não estreou a tempo no Reino Unido para poder concorrer no BAFTA, porque se não eles teriam literalmente ganhado tudo esse ano. Mas o Oscar, eles vão ter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Dá pra acreditar que Jared Leto está fazendo 50 anos hoje (26)? O ator ainda mantém uma jovialidade incrível, e fazendo filmes como nunca....

Streaming

Os amigos do Estados Unidos comemoram hoje (26) o Thanksgiving, ou Dia de Ação de Graças. Vários artistas de Hollywood já postaram em suas...

Cinema

Apesar de não assistir novelas há um bom tempo, eu adoro um bom novelão. Cheio de dramas, descabelamentos, e gente rica, rsrs. Quem não??...

Gossip

Para nós aqui no Brasil onde é inconcebível ficar um dia sem tomar banho, as revelações de várias estrelas de Hollywood na semana passada...

Cinema

Hollywood tem dessas coisas. A história de Os Pequenos Vestígios vem rolando em Hollywood desde os anos 90 quando Johnny Lee Hancock o escreveu....

Cinema

A gente tem visto  vários momentos de união de fãs nos últimos tempos. Séries acabam sendo salvas depois de canceladas. É só ver exemplos...

Séries

A Apple TV+ já provou que não está pra brincadeira com relação ao seu conteúdo. Eles já reuniram Reese Witherspoon e Jennifer Aniston em...

Cinema

A gente não sabe direito o que vai acontecer. Com os números da pandemia em ascensão, o cinema vive uma situação difícil. É certo...