fbpx

Maligno garante um bom susto!

Quando você assiste a muitos filmes de terror, como é o meu caso, fica cada vez mais difícil achar um que realmente assuste. Afinal, a sensação é que parece que você já viu de tudo. No caso de Maligno, há pelo menos uma cena que surpreendeu. Essa me fez pular na cadeira, rs! Fazia tempo que isso não acontecia. O restante é mais ou menos comum. Mas essa cena faz valer o ingresso para assistir ao filme, que estreia hoje nos cinemas.

O filme começa mostrando a ação de um serial killer, cuja vítima consegue fugir. Ela leva a polícia até onde está o homem, que acaba sendo morto. Ao mesmo tempo, Sarah ( Taylor Schilling, de Orange is the New Black) dá a luz a um bebê. O tempo passa, e o estranho comportamento do menino, que se chama Miles, indica que uma força maligna se apoderou dele. Temendo pela segurança de sua família, Sarah precisa lutar contra seu instinto maternal de proteger Miles para poder investigar o que está acontecendo.

A produção é de boa qualidade. Taylor Schilling se sai bem, e convence como a mãe desesperada. O menino Jackson Robert Scott é ótimo. Tem várias cenas em que ele parece realmente assustador. É provável que você não o reconheça, mas ele foi o Georgie, a primeira vítima do palhaço de It-A Coisa. Lindinho como sempre, mas bem perturbador.

Maligno tem algumas reviravoltas, a dita cena assustadora, um certo clima gelado. Não é algo fora do comum, mas está bem acima da maioria dos filmes do gênero que a gente vê por aí.

Fotos de divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *