fbpx

Mais um desastre na filmografia de Bruce Willis!

Já faz um tempo que Bruce Willis dá a entender que não quer muito trabalho. Claro, ele faz um monte de filmes, a maioria esquecíveis. É o caso de 10 Minutes Gone / Fração de Segundos. A produção é de 2019, e está disponível no Paramount Plus. Tem uma história que poderia até ser interessante, mas…

O filme é um suspense policial sobre um homem (Michael Chiklis) que liderou uma equipe num assalto. Só que na fuga, ele sofreu um golpe e teve um lapso temporal de 10 minutos.  E ele precisará preencher as lacunas desse tempo para descobrir o que deu errado durante o roubo. Assim, sairá atrás de respostas para descobrir quem sabotou seu plano. Bruce Willis é Rex, o mafioso que contratou o grupo. E está bem determinado a saber o que aconteceu com o pacote que deveria ter sido roubado.

Os problemas

O que dizer? O filme é um desastre na frente e por trás das câmeras. Só para se ter uma ideia, os produtores se apropriaram de boa parte do dinheiro da produção. A atriz (??) péssima que faz o principal papel feminino é um horror. Tipo vergonha alheia mesmo. A verdade é que ela – se chama Meadow Williams –  era uma investidora. Exigiu em contrato um número X de diálogos. O coitado do Michael Chiklis teve que treiná-la, afinal boa parte das cenas dela era com ele. Mas não adiantou. Estraga tudo completamente.

Diz a lenda que os produtores Randall Emmett e George Furla nem deixaram o diretor Brian A. Miller ter acesso à sala de edição. Eles mesmos fizeram o trabalho para acomodar seus “acordos pessoais”. E isso se vê na tela. Dá pena do coitado do Michael Chiklis para fazer a história pelo menos um pouco crível.

Já Bruce Willis filmou todas as suas cenas em uma única tarde. É claríssimo que está apenas recitando suas falas. E louco para pegar o pagamento. É uma pena. Bruce é um ótimo ator quando quer. Mas já faz um bom tempo que ele não está nem aí.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *