fbpx

Filmes que me fizeram chorar em 2018

Não  acho que sou uma pessoa chorona. Mas nesse ano de 2018, vários filmes que estrearam no cinema me emocionaram muito. Em alguns casos, chorei tanto que os olhos ficaram até inchados. Abaixo, você pode ver uma lista  desses filmes. Pode ser que você ache que, alguns casos,  nem seria para tanto (eu mesma acho), mas, de alguma maneira, cada um deles me tocou de uma maneira especial.

O Ódio que Você Semeia

O filme passou em brancas nuvens do cinema. Mas tem uma história forte e emocionante, que descreve o papel de uma adolescente negra, que testemunha o assassinato de um amigo por um policial. Há vários momentos realmente emocionantes, especialmente aqueles que envolvem a relação da menina com seu pai. No elenco, está Amandla Stenberg e KJ Apa.

Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo

Dez anos depois do grande sucesso Mamma Mia, a sequência chegou com um choque: o personagem Donna, vivido por Meryl Streep no primeiro filme, havia morrido. E agora sua filha Sophie (Amanda Seyfried) quer revitalizar o hotel na Grécia. Paralelamente a isso, ficamos conhecendo a história de Donna quando jovem ( a ótima Lily James), e seu encontro com os três possíveis pais de Sophie. O filme tem ainda a participação de Cher. O filme tem cenas divertidas, mas é mais sério do que o primeiro. Só que a cena do batizado é para morrer de chorar.

Bohemian Rhapsody

O biografia de Freddie Mercury e sua história com o Queen foi um enorme sucesso. Além das músicas inesquecíveis, o filme ainda teve uma grande interpretação de Rami Malek como Freddie. Mas o momento mais incrível é realmente o final com a reconstituição do famoso show Live Aid. Foi nele que Freddie, já doente, fez uma magnífica apresentação.

O Sol da Meia-Noite

Essas histórias de amor de jovens, onde um está morrendo, acabam com a gente. Este aqui é baseado num filme japonês, sobre uma garota de 17 anos (Bella Thorne), que sofre de uma doença que faz com que ela não possa tomar sol. Com isso, ela não pode sair de casa durante o dia, mas mesmo assim resolve começar um namoro com Charlie (Patrick Schwarzenegger), sem contar a ele sobre sua situação. No final, você chora e chora…

Eu só posso imaginar

Eu confesso que nunca havia ouvido falar dessa música religiosa super famosa chamada I Can Only Imagine. Bart (J. Michael Finlay) é vocalista de uma banda cristã e tem um relacionamento conturbado com seu pai (Dennis Quaid) , que sempre o maltratou e nunca entendeu seu amor pela música. Com a forças de Deus, Bart resolve então eternizar sua relação em uma canção. Pode ser uma história batida, mas ainda assim emociona.

Infiltrado na Klan

O filme é um dos melhores da carreira de Spike Lee. O filme conta a história de um policial negro (John David Washington, filho de Denzel)  que, por uma série de situações, consegue se tornar membro da Ku Klux Klan. A história aparentemente absurda é baseada em um fato real. A ironia está presente todo o tempo. Mas o final – sem spoilers – é para emocionar.

O que de verdade importa

Esse filme ainda tinha um atrativo a mais. O lucro da bilheteria era destinado a instituições de caridade. Conta a história de Alec Bailey ( Oliver Jackson- Cohen, de O Mistério da Residência Hill), um engenheiro frustrado que vive em Londres e trabalha consertando eletrodomésticos. Só que tudo muda quando um tio distante aparece em sua vida com uma proposta irrecusável. Ele  pagará todas as dívidas e despesas de Alec desde que ele se mude para Nova Escócia, no Canadá, por um ano. Sem muitas alternativas, o jovem aceita o acordo. Só  que ele não poderia esperar o que aconteceria lá. 

Viva: A Vida é uma Festa

O filme ganhou o Oscar de animação e de canção (Remember Me). Ele conta a história de Miguel, um menino de 12 anos que deseja ser um músico famoso. Só que ele precisa lidar com sua família que desaprova seu sonho. Determinado a virar o jogo, ele acaba desencadeando uma série de eventos ligados a um mistério de 100 anos. Tente não chorar no final quando Miguel canta a música-tema.

Nasce uma Estrela

Para mim, é a melhor de todas as adaptações  da famosa história para o cinema. Dirigido e estrelado por Bradley Cooper, o filme conta a história de uma jovem cantora iniciante (Lady Gaga) que se apaixona por um grande astro da música. Só que enquanto a carreira dela começa a decolar, a dele começa a decair. O fim é lindo!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *