fbpx

Dicas de dois filmes bons com Jane Fonda na Netflix

Quantas e quantas vezes você se depara com filmes na Netflix que já pensou em ver em várias oportunidades, mas acabou preferindo outro? Eu tinha dois desses casos. E ambos eram estrelados por Jane Fonda. Ontem (4), resolvi a situação. Assisti Sete Dias sem Fim e Nossas Noites. E fiquei arrependida de ter demorado tanto para ver. Fica aqui a dica – e as críticas –  de ambos, que estão disponíveis na Netflix.

Nossas Noites

Confesso que demorei a ver essa produção de 2017 porque achava que a história de amor de dois velhinhos poderia ser triste ou deprimente. Não poderia estar mais enganada. Na história doce e bem humorada, Addie Moore (Jane Fonda) é uma viúva solitária que decide certa noite convidar o vizinho também viúvo Louis Waters (Robert Redford) para dormir em sua casa. A proposta inusitada, que tem por objetivo ajudar os dois a vencer a insônia. Num primeiro momento, o professor aposentado fica sem reação, mas conforme eles colocar em prática, uma bonita relação especial começa.

Enquanto assistia ao filme, me peguei várias vezes com um sorriso no rosto. Essa é a sensação de doçura que fica ao seguir a história de Addie e Louis. Ambos são viúvos, bem resolvidos, e tem filhos do primeiro casamento. Aliás , que surpresa boa ver o lindo Matthias Schoenaerts, como o filho de Jane, que tem uma história complicada. Ainda há filho dele, neto de Jane, tem um papel especial na história de Louis e Addie. É feito pelo fofíssimo Iain Armitage, de Young Sheldon.

Mas é claro que o filme triunfa pela química de Jane e Robert Redford. É a quarta vez que os dois atuam juntos. Antes, estiveram em Caçada Humana (1966), Descalços no Parque (1967) e O Cavaleiro Elétrico (1979). Mais de 50 anos depois de se tornarem amigos, os dois trazem um encanto extra-especial para essa história de amor aos 80. Vale a pena para qualquer idade!

Sete Dias sem Fim

Pelo que me lembro, o filme nem chegou a ser lançado no cinema. É uma daquelas histórias de família cujos membros se afastaram. Com a morte do pai, têm que se reunir novamente. Quatro irmãos precisam passar uma semana juntos na sua casa de infância, ao lado da extrovertida mãe e de seus respectivos maridos, esposas e ex-namorados. Durante este período, todos têm a chance de reavaliar sua história de vida e seus relacionamentos com as pessoas que mais amam, de maneira emocionante e cômica.

O filme têm alguns momentos de drama, mas o que domina é a comédia, especialmente nos papéis de Jane, como a matriarca Hillary, e Adam Driver (sim, por incrível que pareça) como o filho caçula, Phillip. Os outros três irmãos são interpretados por Jason Bateman (Judd), Tina Fey (Wendy) e Corey Stoll(Paul). Mas há também os agregados. Abigail Spencer é a esposa de Judd, que foi flagrada na cama com o chefe dele (Dax Shepard). Connie Britton é a namorada mais velha de Phillip. Timothy Olyphant é o namorado do passado de Wendy, que mora na casa da frente. E Rose Byrne é uma garota que era apaixonada por Judd na escola.

Só por esse elenco, o filme já valeria a pena. mas a história, baseada no livro de Jonathan Tropper é divertida. Essa família têm alguns pontos em comum com tantas outras. Em alguns momento me lembrou Eu, Meu Irmão e a Nossa Namorada (disponível na HBO Go), que eu adoro.

E, é claro, tem Jane Fonda. Só ela mesmo para fazer aquelas cenas falando tão claramente sobre sexo, relacionamento. Sempre maravilhosa, com direito até a uma cena de roupão divertidíssima! Ela é o máximo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *