fbpx

Conhecendo mais os Nossos Amantes da Netflix

Há alguns anos, a gente pouco sabia sobre as produções espanholas. Praticamente só Carlos Saura, e depois, Pedro Almodóvar. Com a chegada da Netflix, entretanto, tudo mudou. Filme e séries do país começaram a ficar super populares por aqui. Grande Hotel, As Telefonistas, Elite, isso sem contar a febre de La Casa de Papel. Entre os filmes, Um Contratempo, O Bar, Toc Toc. E agora, assisti essa semana, após uma recomendação, Nuestros Amantes.  Ao contrário dos demais, é uma comédia romântica – com um jeito espanhol, claro!

Tudo começa numa livraria. Carlos e Irene, dois desconhecidos, começam a conversar. Mas eles resolvem iniciar uma amizade de maneira diferente. Sem nomes, sem redes sociais, e principalmente, com a promessa de não se apaixonarem um pelo outro. Os dois passam a se encontrar e falam da vida, de livros, e brincam com seus apelidos. Só que essa relação idílica tem um problema quando Irene descobre que há uma ligação entre Carlos e alguém do seu passado.

E o que eu achei?

Apesar da linda fotografia, o início da história é um pouco difícil. Alguns diálogos são um tanto ridículos, especialmente para adultos como Carlos e Irene. Ninguém fala daquele jeito! Mas depois, a partir do momento que as histórias se entrelaçam, a coisa começa a ficar interessante. E a parte do romance, que é o que interessa numa comédia romântica, começa a fazer mais sentido. É aí que o roteiro  pode surpreender a alguns – outros nem tanto. O romance está lá, mas o difícil mesmo é achar a comédia! Talvez seja pela cara do ex-namorado de Irene, que é um ator péssimo (e feio) chamado Gabino Diego, que está por aí desde os anos 80 e ainda não aprendeu a atuar.

De qualquer maneira, os personagens são fofinhos. Você deve conhecer seus atores principais. Eduardo Noriega (Carlos) esteve no muito superior Perfeitos Desconhecidos (também na Netflix). E fez também alguns filmes de Hollywood, como O Último Desafio, com Schwarzenegger. Já Michelle Jenner (Irene) é uma grande estrela. Fez Catedral do Mar, foi  Isabel de Castilha em Isabel, e ainda Julieta, de Pedro Almodóvar. Já Amaia Salamanca (Maria) e Fele Martinez (Cristóbal) foram cunhados na série Grande Hotel.

Talvez se você for fã do cinema espanhol, poderá embarcar mais nos caminhos dos Nuestros Amantes. Eu só fiquei pensando que a ideia da história era bem interessante, e poderia ter resultado num filme muito melhor!

Fotos de divulgação

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *