fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Conhecendo mais os Nossos Amantes da Netflix

Há alguns anos, a gente pouco sabia sobre as produções espanholas. Praticamente só Carlos Saura, e depois, Pedro Almodóvar. Com a chegada da Netflix, entretanto, tudo mudou. Filme e séries do país começaram a ficar super populares por aqui. Grande Hotel, As Telefonistas, Elite, isso sem contar a febre de La Casa de Papel. Entre os filmes, Um Contratempo, O Bar, Toc Toc. E agora, assisti essa semana, após uma recomendação, Nuestros Amantes.  Ao contrário dos demais, é uma comédia romântica – com um jeito espanhol, claro!

Tudo começa numa livraria. Carlos e Irene, dois desconhecidos, começam a conversar. Mas eles resolvem iniciar uma amizade de maneira diferente. Sem nomes, sem redes sociais, e principalmente, com a promessa de não se apaixonarem um pelo outro. Os dois passam a se encontrar e falam da vida, de livros, e brincam com seus apelidos. Só que essa relação idílica tem um problema quando Irene descobre que há uma ligação entre Carlos e alguém do seu passado.

E o que eu achei?

Apesar da linda fotografia, o início da história é um pouco difícil. Alguns diálogos são um tanto ridículos, especialmente para adultos como Carlos e Irene. Ninguém fala daquele jeito! Mas depois, a partir do momento que as histórias se entrelaçam, a coisa começa a ficar interessante. E a parte do romance, que é o que interessa numa comédia romântica, começa a fazer mais sentido. É aí que o roteiro  pode surpreender a alguns – outros nem tanto. O romance está lá, mas o difícil mesmo é achar a comédia! Talvez seja pela cara do ex-namorado de Irene, que é um ator péssimo (e feio) chamado Gabino Diego, que está por aí desde os anos 80 e ainda não aprendeu a atuar.

De qualquer maneira, os personagens são fofinhos. Você deve conhecer seus atores principais. Eduardo Noriega (Carlos) esteve no muito superior Perfeitos Desconhecidos (também na Netflix). E fez também alguns filmes de Hollywood, como O Último Desafio, com Schwarzenegger. Já Michelle Jenner (Irene) é uma grande estrela. Fez Catedral do Mar, foi  Isabel de Castilha em Isabel, e ainda Julieta, de Pedro Almodóvar. Já Amaia Salamanca (Maria) e Fele Martinez (Cristóbal) foram cunhados na série Grande Hotel.

Talvez se você for fã do cinema espanhol, poderá embarcar mais nos caminhos dos Nuestros Amantes. Eu só fiquei pensando que a ideia da história era bem interessante, e poderia ter resultado num filme muito melhor!

Fotos de divulgação

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

Todo mundo adora os filmes de Pedro Almodóvar, certo? As cores fortes, as emoções à flor da pele, os personagens surreais. Vencedor do Oscar...

Streaming

Como todos os meses, a Netflix está programando um monte de lançamentos. Então, como sempre, eu selecionei aqui os super destaques. São 10, entre...

Séries

Logo que estreou, fiquei bem interessada em A Cozinheira de Castamar.  Adoro essas histórias de época europeias, como  La Templanza, da Amazon Prime. Mas,...

Séries

Confesso que sou aquela única pessoa que não se apaixonou por La Casa de Papel, rsrs. Me julguem! Assisti a primeira temporada depois nunca...

Cinema

Ontem, ao assistir Trem Noturno para Lisboa, me deu uma saudade ainda maior de viajar. Especialmente porque adoro Lisboa. E o filme mostra vários...

Séries

Todos os anos um monte de séries são canceladas. Algumas surpreendem, outras já têm finais anunciados. Acho sempre que essa última é a melhor...

Séries

Já falei aqui algumas vezes sobre esse novo poder dos espanhóis e seus filmes e séries. Isso ficou mais forte especialmente no streaming na...

Séries

Há um monte de produções espanholas na Netflix. Algumas séries, como La Casa de Papel, ou filmes como a Trilogia de Baztan, fizeram um...