fbpx

A chance para o Oscar de Margot Robbie

Há alguns momentos que atrizes conhecidas por sua beleza, conseguem um papel que tem como principal objetivo demonstrar que, além de lindas, também sabem atuar. Para isso, elas chegam até a se enfeiar, na medida do possível, para atingir seu objetivo. Halle Berry, com A Última Ceia em 2001 e Charlize Theron, com Monster: Desejo Assassino, em 2003, foram alguns dos casos bem sucedidos, afinal ambas ganharam Oscars. E agora, mais uma está seguindo por esse caminho: Margot Robbie.

Resultado de imagem para halle berry oscarResultado de imagem para charlize theron oscarResultado de imagem para margot robbie oscar

Ela é a estrela de I, Tonya, baseado numa história real, que será lançado nos Estados Unidos em dezembro, a tempo de entrar na corrida para o Oscar. Aqui no Brasil, o filme ainda não tem data. Nela, Margot faz a ex-patinadora Tonya Harding, que nos anos 90 conseguiu superar sua infância pobre e tornar-se  campeã na Inglaterra e vice no campeonato mundial. Só que depois ela acabou ficando mais conhecida pelo atentado contra sua principal competidora, Nancy Kerrigan. O marido de Tonya e mais dois ladrões tentaram incapacitar Nancy, atacando-a durante as olimpíadas de 1994.

https://www.youtube.com/watch?v=HDsIg9iSKEE

A verdadeira Tonya, que depois nunca mais pôde participar de campeonatos de patinação, escreveu uma autobiografia em 2008, dando o seu lado dos fatos. Ainda nos anos 2000 ela chegou a participar de campeonatos de boxe, mas também não durou muito. Tonya funcionou como consultora do filme.

Imagem relacionada
Margot e a verdadeira Tonya Harding

As primeiras impressões dos que viram o filme em festivais apontam que Margot é forte candidata a estar presente na Temporada de Premiações, já que sua atuação está sendo considerada como memorável. No elenco também estão O Soldado Invernal, Sebastian Stan, quase irreconhecível como o marido, Bobby Cannavale, Allison Janney como a mãe de Tonya e Caitlin Carver (Cidades de Papel) como Nancy Kerrigan.

O diretor Craig Gillespie, o elenco e o roteirista Steven Rogers no Festival de Toronto

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *