fbpx

Amy Adams pronta para brilhar de novo em A Mulher na Janela

 data-srcset

Depois de ver dois filmes seguidos em sessões para a imprensa, entro no Twitter, e vejo que Amy Adams está entre os Trending Topics. O motivo era o lançamento do trailer de seu novo filme, A Mulher na Janela, programado para ser lançado em maio de 2020 nos cinemas. O povo do Twitter já previa uma nova indicação para o Oscar para a atriz, que já foi indicada seis vezes e nunca ganhou. Se vai ela vai conseguir ou não, é esperar para ver. Mas que o trailer é bem bom, ah, isso é!

Elenco e história

Na história, Anna Fox (Amy Adams) mora sozinha na bela casa que um dia abrigou sua família feliz. Separada do marido e da filha e sofrendo de uma fobia que a mantém reclusa, ela passa os dias bebendo (muito) vinho, assistindo a filmes antigos, conversando com estranhos na internet e… espionando os vizinhos. Só que quando os Russells – pai, mãe e o filho – se mudam para a casa do outro lado do parque, Anna fica obcecada por aquela família perfeita. Até que certa noite, bisbilhotando através de sua câmera, ela vê na casa deles algo que a deixa aterrorizada e faz seu mundo – e seus segredos chocantes – começar a ruir. Mas será que o que testemunhou aconteceu mesmo? O que é realidade? O que é imaginação?

O filme parece ter muito de Janela Indiscreta, e também um pouco de Mulher Solteira Procura (até pela presença de Jennifer Jason Leigh). No elenco, além de Amy e Jennifer, têm um monte de gente in-crí-vel. Julianne Moore, Gary Oldman, Anthony Mackie, Wyatt Russell (de Operação Overlord), Brian Tyree Henry. Wow!

A.J. Finn

A Mulher na Janela é baseado em best-seller de A.J. Finn. Considerado um dos melhores livros de suspense de 2018, vendeu mais de um milhão de cópias, chegou ao topo da lista do jornal The New York Times e recebeu elogios de Stephen King. Só que A.J. Finn não existe, é um pseudônimo inventado por Dan Mallory, e que foi descoberto através de uma reportagem da revista New Yorker. Aparentemente, ele é um mentiroso compulsivo, que só conseguiu que publicassem A Mulher na Janela após criar o pseudônimo de A.J.Finn.  Que história hein? Daria um bom filme…Rsrs!

 

 style
 style

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *