fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A última vez que vi Paris – Parte 2

“Nós sempre teremos Paris”. Uma das frases mais icônicas da história do cinema pertence a um de seus filmes mais famosos, Casablanca. Só que naquela época, no meio da guerra que ainda assolava a Europa, Humphrey Bogart e Ingrid Bergman tiveram que filmar todas as suas sequências de como se apaixonaram (e se separaram) em Paris dentro de estúdios em Hollywood. Os tempos eram outros, mas todo o cinéfilo sabe que o amor clássico de Rick e Ilsa deve muito à atmosfera romântica da cidade luz. Então, dando continuidade à homenagem do Blog de Hollywood à Paris,  veja aqui outros filmes que conquistaram nossos corações sonhando com momentos, lugares e sabores.

Como Paris é um convite ao romance, um especial me vem à cabeça. Moulin Rouge: Um Amor em Vermelho, o musical dirigido por Baz Luhrmann em 2001, com Ewan McGregor como o romântico escritor Christian, que se apaixona pela linda estrela do cabaré Moulin Rouge, Satine (Nicole Kidman mais linda do que nunca) no século 19. O filme é um primor, com uma maravilhosa trilha sonora. O Moulin Rouge ainda existe no Boulevard de Clichy, 82, e é um dos mais famosos pontos turísticos de Paris. É possível até para ver uma apresentação do famoso Can-Can. Mas Moulin Rouge não tem apenas o Moulin Rouge. É maravilhosa também a vista dos telhados de Paris onde também se pode avistar a igreja Sacre-Coeur e a Torre Eiffel. Dá para ter uma ideia nessa parte que eu adoro,  This is Your Song:

https://www.youtube.com/watch?v=fFtssl7u7lE

Mas como se trata de Paris, momentos românticos não faltam. Outro belo exemplo, mas completamente diferente, é Antes do Pôr-do-Sol. Nove anos após sua homenagem a Viena em Antes do Amanhecer, o diretor Richard Linklater reuniu novamente seus astros Ethan Hawke (Jesse)  e Julie Delpy (Celine) agora em Paris. Eles nunca mais se viram desde sua despedida em Viena, mas também nunca se esqueceram um do outro. Se reencontram na livraria Shakespeare and Company (Rue de la Bucherie, 37) e vão caminhando por várias daquelas ruas charmosas, conversando sobre suas vidas em tempo real. Passam pelo Le Pure Café (rue Jean Macé, 14) onde percebem que nasceram na mesma época em Nova York, passam por um lindo parque – Promenade  Plantée –  e seguem para um passeio no Baton Mouche em Quai de la Tournelle. Tudo para terminar ao som de Nina Simone, Just in Time.

Infelizmente também nem tudo é romance em Paris. Você pode estar num luxuoso hotel ( Le Grand Hotel – Rue Scribe, 2) como Richard (Harrison Ford) no pouco lembrado Busca Frenética, de Roman Polanski, e descobrir que sua mulher desapareceu. Para descobrir o que aconteceu, ele teve que andar por vários locais da cidade, sem nem ao menos poder passear… Alguns lugares mostrados no filme como o Blue Parrot Club, não existem mais. Entretanto, ainda é possível tomar um café no mesmo lugar onde Richard se encontra com agentes do governo americano, o Bistrot Marguerite (Place de l’Hôtel de Ville), por exemplo.

Tudo começa no Louvre em O Código Da Vinci, filme baseado no livro best-seller de Dan Brown,  quando uma vítima de um assassino é descoberta na Grande Galeria do Museu, o mais famoso do mundo. Perto dali, na Place Vendome, 15, está o hotel onde Robert Langdon se hospeda quase no fim do filme, o famoso Ritz, que já foi usado em tantos outros filmes. De lá ele vai até o  Louvre novamente,  mas dessa vez fica em sua parte externa com a vista da pirâmide de vidro, denominada pelo policial vivido por Jean Reno como “uma cicatriz no rosto de Paris” . E é lá que faz sua grande descoberta.

A equipe de Julie & Julia, com Meryl Streep como a famosa cozinheira Julia Childs, teve somente cinco dias para fazer os exteriores em Paris em 2009. E como o filme é sobre comida, nada melhor do que gravar em alguns locais que tem tudo a ver com o assunto. Foi o caso do Mercado Mouffetard,  na rua do mesmo nome, onde Julia faz compras. Já para os apetitosos croissants, ela foi até a Patisserie du Moulin de la Galette, na rue Caulaincourt, 48. Também há o encontro com a equipe de escritores, que acontece no terraço do restaurante La Maison, no final da rua Pave, perto da Catedral de Notre Dame.

É claro que também não poderia faltar um desenho. A Disney adora Paris. Já a usou como pano de fundo algumas vezes como em Aristogatas (1970) e O Corcunda de Notre Dame (1996). Mas creio que Ratatouile, de 2007, é o que mais reflete um amor por Paris e pela cozinha local. São lindas as cenas dos telhados da cidade, do rio Sena e da Pont d’Arcole. O restaurante d o Chef Gousteau, a quem o ratinho Remy venera, existe e é bem famoso. Chama-se Tour d’Argent, e fica em Quai de la Tournelle, 15. Uma curiosidade para quem tem estômagos fortes é a vitrine com ratos mortos, que deixa Remy horrorizado. Ela foi criada no século 18 e fica na Rue des Halles. Argh!

Tudo bem que os dois úlimos episódios de Sex and the City não são parte de um filme. Mas sinceramente achei que a jornada de Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) reflete todo o entusiasmo de todos nós numa primeira vez em Paris. Desde o primeiro momento quando Carrie abre a sacada de seu quarto no Hotel Plaza Athénée , na Avenue Montaigne, 25, é fácil ficar fascinado. É claro que não poderia faltar uma paradinha na loja de Dior na mesma avenida, e um almoço estranho (com a ex-mulher de seu atual namorado) num restaurante chiquérrimo, como o Kong, situado na Rue de Pont Neuf, 1. Infelizmente, o café onde ela tem um de seus momentos mais clássicos e tristes (tomando um café ao lado de um cachorro), o Cador Patisserie, não existe mais na Rue de l’Amiral de Coligny, 2. Em seu lugar hoje existe uma loja de café orgânico. Mas, para todos que acompanharam a série durante seis temporadas, o final é inigualável. Carrie se reúne novamente com seu grande amor, Mr. Big (Chris Noth). Os dois selam sua reconciliação na Pont des Arts. É possível ter um momento mais romântico em Paris?

See original image

 

Você pode estar muito próximo de conhecer Paris!

Na promoção #MaisqueAçúcar você concorre a uma viagem com acompanhante a cidade mais doce do mundo.

Basta comprar 2Kg de açúcar Guarani em qualquer supermercado credenciado e cadastrar o cupom fiscal no site da promoção. Acesse guaranimaisqueacucar.com.br e saiba mais. É #MaisqueAçucar

guarani mais que açúcar

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Talvez muita gente hoje não saiba quem são Lucille Ball e Desi Arnaz. Mas Being the Ricardos/ Apresentando os Ricardos , que estreou nessa...

Streaming

Muito bom voltar a fazer o vídeo da semana depois da viagem. Perdi alguns filmes como King Richard, mas deu tempo de chegar para...

Premiações

O pessoal que é responsável pelo Critics Choice está com certeza aproveitando todas as oportunidades para assumir a relevância que antes era do Globo...

Streaming

Outro dia estava lendo uma matéria sobre a popularidade que as biografias tem junto ao público. É fascinante testemunhar momentos decisivos. E como estes...

Streaming

Nem dá pra acreditar que entramos no último trimestre do ano. Mas a coisa boa disso, é que boa parte dos grandes lançamentos do...

Streaming

Quando Madame foi exibido nos cinemas, eu acabei perdendo. Foi um daqueles que entrou e saiu rapidamente. Agora, resolvi isso assistindo na Amazon Prime...

Moda

O Museu da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas levou um bom tempo para ficar pronto. Para o público em geral, a abertura será...

Streaming

Quando anunciaram a minissérie Nove Desconhecidos, fiquei entusiasmada. Produção de David E. Kelley, baseado num livro de Liane Moriarty, a mesma de Big Little...