fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A paixão um tanto fria de Guerra Fria

Eu adoro filmes em preto e branco. Tudo fica mais chique, você se envolve mais com o clima da história. E este ano, o Oscar tem dois filmes com esse tipo de fotografia, que andava meio esquecida. Quem sabe poderemos ter mais produções assim no futuro… Um deles é o grande favorito Roma (disponível na Netflix). O outro é Guerra Fria, que vai estrear essa semana nos cinemas. Ele é indicado em três categorias, filme estrangeiro, fotografia e direção (Pawel Pawlikowski, que também ganhou o prêmio no Festival de Cannes).

A História

Com o fim da II Guerra, na Polônia stalinista, um músico amante da liberdade e conhece uma jovem cantora. Os dois tem histórias e temperamentos completamente diferentes. Mas mesmo assim, começam uma história de amor e paixão que vai durar duas décadas, e que vai passar por diferentes países da Europa.

A Opinião

Para nós, latinos, a ideia de uma paixão louca é bem diferente da do diretor polonês. Sim, os dois personagens fazem algumas coisas aparentemente insanas, mas, na verdade,  tudo parece um tanto frio demais do meu ponto de vista. Parece que os dois personagens principais ficariam muito bem se não se encontrassem nunca mais. Não há uma paixão, aparentemente, só uma dependência. Com isso, o filme não envolve como deveria. Você não fica torcendo para que esses dois fiquem juntos. O que passa com a história é que esse “amor” não resiste nem à convivência, nem à ausência.

Mas, é claro, isso não impede que Guerra Fria seja visualmente estupendo, com uma trilha sonora altamente envolvente. A atriz Joanna Kulig, que também esteve em Ida, do mesmo diretor, também tem uma atuação que fica na cabeça da gente.O ator Tomasz Kot, apesar de muuuuitooo charmoso, não muda muito de expressão. Pawel Pawlikowski não tem grandes chances de levar o Oscar. Aliás, até sua indicação foi inesperada (claramente pegou o lugar de Bradley Cooper). Na minha modesta opinião, o filme merecia a indicação de fotografia, e, talvez, o de filme estrangeiro (impossível afirmar com certeza, já que não vi todos os concorrentes), mas não mais que isso.

 

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

Deserto Particular, o candidato do Brasil, ficou de fora do pré- finalistas ao Oscar de filme estrangeiro. Mas O Homem Ideal, representante da Alemanha,...

Cinema

Normalmente a gente espera que filmes de Natal sejam fofinhos e bobinhos, como Um Castelo para o Natal da Netflix, que assisti ontem. Tem...

Streaming

Muito bom voltar a fazer o vídeo da semana depois da viagem. Perdi alguns filmes como King Richard, mas deu tempo de chegar para...

Cinema

Mesmo com seu 69 anos, Liam Neeson não para de trabalhar. Ele já anunciou que não quer fazer mais filmes de ação, porque realmente...

Moda

Casa Gucci estreou hoje nos cinemas. E sim, o figurino de Janty Yates é um dos destaques do filme. Mas, a gente acompanha também...

Cinema

Já faz muito tempo que o Brasil tenta, tenta, e não chega lá entre os finalistas do Oscar. A última vez foi no século...

Cinema

Wes Anderson tem um estilo todo especial. Tem pelo menos uma grande obra-prima, Ilha dos Cachorros (disponível no Star Plus) . Também tem outros...

Cinema

Muita coisa boa chegando no streaming e no cinema. Começando pelo cinema, eu já aviso que sou mega fã dos dois filmes dos Caça-Fantasmas...