fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A nostalgia imperdível de Claude Lelouch em Os Melhores Anos de uma Vida

É provável que o francês Claude Lelouch seja o mais romântico de todos o diretores de cinema. E aos 83 anos, continua firme e forte, filmando como nunca. Seu primeiro grande sucesso chegou em 1966, com Um Homem, uma Mulher. Quem conhece os clássicos do cinema francês sabe como o filme é inesquecível – especialmente com a trilha sonora de Francis Lai. Estrelado por Jean-Louis Trintignant e Anouk Aimée, contava a história de uma casal viúvo, que se apaixona. Mas a situação de ambos prova ser algo difícil de superar. Um Homem, uma Mulher ganhou o prêmio em Cannes, e o Oscar de filme estrangeiro, entre outros prêmios. Infelizmente, não está disponível atualmente no streaming.

Mais de 50 anos depois, Lelouch reuniu seus atores incríveis para retomar a história desse homem e dessa mulher. Os Melhores Anos de uma Vida  estreou essa semana nos cinemas. Foi inclusive escolhido para a reabertura do tradicional cinema Petra Belas Artes, em São Paulo.

A história

Anne e Jean-Louis se conheceram há muito tempo. Um homem e uma mulher, cujo romance deslumbrante e inesperado, revolucionou a compreensão do amor. Hoje, o ex-piloto de corridas parece perdido nos caminhos de sua memória. Para ajudá-lo, seu filho procura a mulher que seu pai não foi capaz de manter, mas sobre quem ele fala constantemente. Anne, então, se reúne com Jean-Louis. E sua história começa onde eles terminaram…

A crítica

Em 1986, Lelouch já tinha se reunido com Anouk e Jean-Louis para uma sequência do filme clássico. Mas Um Homem, uma Mulher: Vinte Anos Depois não funcionou. Tanto que aquela parte da história praticamente nem é mencionada aqui. Os Melhores Anos de uma Vida foi rodado em apenas 13 dias. É um claro ato de amor, tanto ao primeiro filme, quanto aos seus atores. Jean-Louis Trintignant saiu de sua aposentadoria. É claro seu amor pelo personagem. Anouk continua bela e interessante. A química entre os dois continua lá. Os atores que fizeram seus filhos em Um Homem, uma Mulher, Antoine Sire e Souad Amidou, voltam a fazer Antoine e Françoise. Ah, e sem esquecer uma participação surpreendente de Monica Belucci. O filme teve sua pré-estreia mundial no Festival de Cannes, antes da pandemia.

Não há nada que me emocione mais em histórias do que caminhos não percorridos. Ou seja, romances que poderiam ter acontecido, e por uma razão ou outra, não deram certo. O reencontro de Anne e Jean-Louis é uma dessas situações que dão um aperto na garganta. Ele está perdendo a memória, mas se lembra de tudo que diz respeito ao amor dos dois. Ela, com uma doçura surpreendente, o guia através das lembranças.

Claude Lelouch proporciona essa volta no tempo para todos os fãs de Um Homem, uma Mulher. Revisita locais – a praia em Deauville, o quarto de hotel. Traz várias cenas do primeiro filme , e as mistura com os momentos atuais. Há uma sequência onde o carro passa pelas ruas de Paris de madrugada que é um primor. Mas nada se compara ao primeiro momento em que a música clássica de Francis Lai toca novamente. É impossível não sorrir, e acompanhar, badabadaba, badabadaba…

Como filme, para quem não conhece a história, Os Melhores Anos de uma Vida pode parecer um pouco confuso. Ou talvez não aproveite tudo o que ele tem a oferecer. Mas para aqueles que acompanham esse romance de Claude Lelouch há tanto tempo, é um deslumbre!

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Mad Max: Estrada da Fúria foi um grande sucesso de público e crítica quando foi lançado em 2015. Na época, escrevi o seguinte na...

Cinema

É impossível não lembrar de John Wick ao assistir Fúria Primitiva. Afinal, trata-se de um filme sobre vingança , sobre alguém que  desafia os...

Streaming

A gente já viu essa história muitas vezes. O romance improvável entre estudantes ricos e pobres numa escola para milionários. Recentemente Elite fez muito...

Streaming

Houve um tempo em que Renny Harlin dirigiu grandes filmes de ação. É o caso de Risco Total e Duro de Matar 2, por...

Streaming

Eu não conhecia o romance Um Cavalheiro em Moscou. Mas me interessei pela adaptação na série do mesmo nome, que estreou ontem (17) no...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Anatomia de um Queda concorre a cinco Oscars, inclusive filme , direção , e atriz (Sandra Huller). É provável que não leve nenhum desses....

Cinema

Eu adorei o filme francês Os Três Mosqueteiros : Dartagnan (crítica aqui).O filme fez um enorme sucesso na França (aqui está disponível no Telecine)....

Cinema

O cinema francês tem várias opções disponíveis no streaming – e também vários conseguem ainda ser lançados no cinema. Nesse último caso, estreou esta...

Cinema

Isabelle Huppert é uma grande diva do cinema francês .  Completou 70 anos em março último, e está linda. Já foi indicada ao Oscar...

Cinema

Eu conheci o Pequeno Nicolau em seu segundo filme, As Férias do pequeno Nicolau. Só depois vi o primeiro. E adorei ambos. Atualmente estão...

Streaming

Há alguns momentos na história que você sempre se lembra onde estava. O ataque à Torres Gêmeas, a morte de Diana, e também a...

Séries

O AXN anunciou esta semana as estreias das novas temporadas de duas de suas melhores séries. Candice Renoir e Bright Minds chegam com novos...

Cinema

Você com certeza já ouviu falar das fofocas de bastidores de Não se Preocupe, Querida. O filme, que estreia nessa quinta nos cinemas brasileiros,...