fbpx

A despedida de Banguela e Soluço!

Os dois primeiros filmes da franquia Como Treinar o seu Dragão foram um enorme sucesso. Chegaram até a dar origem a uma série de animação na TV. Desde o primeiro momento, me apaixonei totalmente pelo Banguela, aquele que se acreditava ser o último de sua espécie de dragões, o Fúria da Noite. Banguela foi ferido e perdeu parte de sua cauda. Foi assim que conheceu Soluço, um garoto viking tímido e inteligente. A amizade desses dois ficou cada vez mais forte. E tem seu ápice agora, em Como Treinar o seu Dragão 3: O Reino Escondido, que estreia essa semana nos cinemas.

Enquanto Soluço  tenta realizar seu sonho de criar uma utopia pacífica com os dragões, Banguela descobre uma companheira indomável, que atrai o Fúria da Noite para longe. Quando o perigo aumenta e o reinado de Soluço como chefe da aldeia é testado, tanto ele quanto o dragão precisarão tomar decisões impossíveis para salvar suas espécies.

Tenho que admitir que, no início, parecia que o filme não ficaria a altura dos outros. Algumas cenas pareciam demais. Mas, no final, tudo tinha um motivo, uma razão para estar ali. O vilão é terrível, a amizade de Soluço e Banguela é apaixonante, e o final… Talvez por adorar esses personagens demais, chorei feito criança no final. Não, não é um final triste, é só emocionante.

Sim, porque este é o final da trilogia, que acompanhou essa amizade desde o início. E para quem tem um animal de estimação, é ainda mais tocante. Minha sugestão é que você faça uma maratona em casa com os dois primeiros, e depois vá ao cinema. Ah, e não esqueça do pacotinho dos lenços de papel!

As fotos são de divulgação

Existem 1 comentários

  1. não foi só você que ficou apaixonado! eu fiquei também, chorei muito no final porque não vai ter mais… e eles deram um final muito lindo pto filme… eu descobri porque ele se chama soluço nesse ultimo filme, deve ser pq sabiam que a gente ia chorar muito e soluçar kk

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *