fbpx

O Melhor e o Pior do Emmy 2015

 data-srcset

A noite de ontem no Emmy 2015 me deixou feliz no geral. Esperava bem menos do apresentador Andy Samberg, vi finalmente reconheceram o trabalho de Jon Hamm, as maravilhosas Regina King e Viola Davis me emocionaram com seus discursos e, é claro, a melhor de todas as séries, Game of Thrones, ganhou o prêmio de melhor série. Claro, nada é perfeito, então faltou o reconhecimento para Lena Headey e Sarah Paulson entre as coadjuvantes. Mas não se pode ter tudo. Abaixo, veja minhas escolhas dos melhores e piores momentos do Emmy 2015.

A abertura

Eu tinha medo do que Andy Samberg poderia fazer como apresentador(outro Ricky Gervais seria insuportável). Mas ele me conquistou já no número musical inicial. Afinal, brincou muito com o fato da quantidade enooorme de programas incríveis que estão disponíveis nos mais diversos formatos.”Tantas séries, tão pouco tempo! Eu sou só um!” Então a ideia de se enfiar por muito tempo em um buraco para assistir a todas rendeu momentos divertidos. Especialmente com Will Forte fazendo a participação especial como um Javert, de Les Miserables, além de Jon Hamm, Kerry Washington e Bob Odenkirk. Mas o melhor de tudo foi a simpática participação de Nathan Fillion perguntando se ele não tinha assistido Castle. Ri muito!

Game of Thrones

Desde o início, já se viam pequenas pistas sobre a grande e esperada vitória de Game of Thrones. A participação de Jane Lynch – “Shame, shame, shame” ; a divertida brincadeira com o aniversário de George R.R.Martin; os prêmios de direção e roteiro  e, é claro, o segundo Emmy de coadjuvante para Peter Dinklage. Muita gente reclamou do prêmio de melhor série não ter sido entregue para Mad Men. Mas, em minha opinião, não há hoje série alguma que quebre paradigmas, que envolva o público de uma maneira tão absoluta e principalmente com uma qualidade tão cinematográfica como Game of Thrones. E mais, abaixo o preconceito com séries de aventura e fantasia!!! Pronto, falei!

O quase recorde de Alison Janney

Com mais essa vitória por Mom, Allison Janney empata com Ed Asner e Mary Tyler Moore com sete Emmys. Só perde para Cloris Leachman, com oito. Como ela é sempre ótima, seja no drama (Masters of Sex) ou na comédia (Mom), é bem provável que chegue lá.

Olive Kitteridge

Apesar de ser uma boa série, com atuações poderosas, não acreditava que Olive dominaria dessa maneira os prêmios da categoria série limitada. Mas o mais interessante foram os discursos de Frances McDormand, curta e grossa no de melhor atriz, e tentando parecer animada no de melhor série. Ela é uma figura, além de ser uma atriz incrível! Veja a foto abaixo como ela tenta demonstrar felicidade (além de parecer que saiu diretamente da feira para a festa):

Veep

Gosto muito de Veep e acho que Julia Louis-Dreyfus tem ali o papel da sua vida. Foi sua quarta vitória no Emmy. E finalmente a série conseguiu colocar um freio nas vitória seguidas de Modern Family após cinco anos. Ninguém aguentava mais.

emmys-veep-wins

Os vídeos de In Memoriam e de Adeus às Séries

O In Memoriam é sempre um momento emocionante das premiações. Desta vez, ao som de Over the Rainbow, foi a oportunidade de nos despedirmos de alguns quase desconhecidos e de figuras marcantes em nossa história. Finalizar com a imagem de Leonard Nimoy como Spock me emocionou . “Vida longa e próspera”

https://www.youtube.com/watch?v=lAfMGi_rvII

Muita gente reclamou do vídeo sobre séries que se despediram do público. Falaram que tinham spoilers ao mostrar as últimas cenas. Bobagem. Nestes tempos de internet todo mundo sabe tudo mesmo… Talvez pudesse ter sido melhor editado, mas deu uma dorzinha no coração dizer adeus novamente às minhas preferidas Glee, True Blood, The Newsroom e The Mentalist. Reconheceu o apresentador? É o ex-garotinho Fred Savage de The Wonder Years!

https://www.youtube.com/watch?v=quJDKF9aURo

Os discursos

Vários foram os discursos emocionantes nessa noite. Uzo Aduba não conseguindo segurar a emoção ao ganhar o prêmio de coadjuvante, Regina King ficou totalmente surpresa pelo reconhecimento por sua brilhante interpretação em American Crime.Mas nenhum deles me emocionou tanto como o de Viola Davis. melhor atriz por How to get away with murder. Ela se tornou a primeira mulher negra em toda a história do Emmy  a ser premiada na categoria  de série dramática. Abaixo a tradução parcial de seu poderoso e brilhante discurso:

Na minha mente, eu vejo uma linha. E sobre essa linha que eu vejo campos verdes e flores lindas e belas mulheres brancas com seus braços esticados para fora sobre essa linha. Mas eu não consigo chegar lá, não sei porque. Eu não consigo superar essa linha.-  Isso era Harriet Tubman em 1800. E deixe-me dizer uma coisa, a única coisa que separa as mulheres de cor de qualquer outra pessoa é oportunidade. Você não pode ganhar um Emmy por papéis que simplesmente não existem. Então aqui está para todos os escritores, o pessoal maravilhoso como Ben Sherwood, Paul Lee, Peter Nowalk, Shonda Rhimes, que redefiniram o que significa ser bonito, ser sexy, ser uma mulher protagonista, ser negra. E para as Taraji P. Hensons, as Kerry Washingtons, as Halle Berrys, as Nicole Beharies, as Meagan Goods, a Gabrielle Union: Obrigada a vocês por terem nos ajudado a cruzar essa linha. “

emmys-viola-davis

Sem graça

Entre os piores momentos, estiveram, é claro, aqueles que se acham infinitamente engraçados, mas não tem graça alguma. O que foi toda aquela bobagem de caneca do “melhor chefe “, com Andy Samberg e Seth Meyers? Pra que perder tempo com aquilo ? Mas nada  superou Ricky Gervais e Jimmy Kimmell. Simplesmente impossível rir com esses dois.

Veja abaixo a lista dos vencedores do Emmy 2015:

Atriz coadjuvante em série de comédia – Allison Janney –   Mom

Roteiro de série de comédia – Veep

Ator coadjuvante em série de comédia – Tony Hale – Veep

Direção de série de comédia-  Jill Soloway – Transparent

Ator em série de comédia –  Jeffrey Tambor- Transparent

Atriz em série de comédia – Julia Louis-Dreyfus  – Veep

Reality show  – The voice

Roteiro para série limitada ou filme para TV – Jane Anderson-  Olive Kitteridge

Atriz coadjuvante em minissérie ou filme para TVRegina King –  American Crime

Direção em série limitada ou filme para TV – Lisa Cholodenko –  Olive Kitteridge

Ator coadjuvante em série limitada ou filme para TVBill Murray –  Olive Kitteridge

Atriz em série limitada ou filme para TV – Frances McDormand – Olive Kitteridge

Ator em em série limitada ou filme para TV – Richard Jenkins- Olive Kitteridge

Série limitada – Olive Kitteridge

Roteiro de programa de variedades – The Daily Show

Série de variedades Inside Amy Schumer

Direção de programa de variedades – The Daily Show

Programa de variedades – The Daily Show

Roteiro de série dramática – Game of thrones

Atriz coadjuvante em série dramática – Uzo Aduba – Orange Is the New Black

Direção em série dramática- David Nutter – Game of thrones

Ator coadjuvante em série dramática – Peter Dinklage – Game of thrones

Ator em série dramática – Jon Hamm – Mad men

Atriz em série dramática – Viola Davis – How to Get Away With Murder

Melhor série de comédia – Veep

Melhor série dramática– Game of thrones

 

Existem 1 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *