Sete homens e um destino para reverter o preconceito com faroestes

18 de julho de 2016

Eu adoro um bom faroeste. Entre os clássicos, Rastros de Ódio é para mim um dos melhores filmes da história. Mas já faz algum tempo que eles não tem mais um grande apelo para aqueles que frequentam as salas de cinema. Dois exemplos que foram lançados este ano só confirmam a regra. Os Oito Odiados,