Loucura e erotismo dão o tom a O Amante Duplo

21 de junho de 2018

O diretor François Ozon é quase uma unanimidade entre os críticos de cinema. Admito que não posso falar muito sobre ele, já que só vi dois de seus filmes, 8 Mulheres e Potiche – Esposa Troféu, ambos com Catherine Deneuve. Gosto de ambos, mas não acho que sejam tão especiais. Essa semana, o mais recente

Hereditário se intitula como terror. Mas nem tanto…

20 de junho de 2018

Depois de sua exibição na sessão da meia-noite do Festival de Sundance este ano, Hereditário tem sido comentado em todas as rodas. Alguns  chegaram a dizer que ele era o melhor filme de terror de todos os tempos. Agora, que vai estrear nos cinemas por aqui nessa semana, é possível que todos possam tirar suas

A paixão incontida de Desobediência

19 de junho de 2018

Já faz tempo que venho ouvindo falar de Desobediência. E é claro que atraiu minha atenção, especialmente por se tratar de uma história de amor estrelada por duas grandes atrizes, Rachel Weisz e uma de minhas preferidas, Rachel McAdams. O filme teve sua primeira exibição no Festival de Toronto do ano passado, e chega agora

Essas quatro vão divertir muito todo o mundo!

14 de junho de 2018

Quando vi o primeiro trailer de Do Jeito que Elas Querem, já fiquei muito interessado. Afinal, um filme que consegue reunir gente do calibre de Jane Fonda, Diane Keaton, Candice Bergen e Mary Steenburgen, além dos “galãs” Don Johnson e Andy Garcia (muito bem conservados, diga-se de passagem), tem que ser bom. E é! Morri

Ethan Hawke vive seu dia de Jason Statham no cinema

8 de junho de 2018

Desde a estreia do primeiro filme com o personagem John Wick estreou – com o título de De Volta ao Jogo – , o cinema de ação, em sua vertente “um contra todos”, respirou aliviado com as possibilidades de poder voltar a ser um gênero interessante e diferenciado. Afinal, era uma volta por cima contra

A brilhante sátira de A Morte de Stalin

6 de junho de 2018

Eu respeito muito atores, diretores e roteiristas que se aventuram em um filme de humor negro. Afinal, fazer rir com situações mórbidas ou politicamente incorretas é extremamente difícil, a probabilidade que o resultado seja um grande desastre é alta. Então, é preciso reconhecer quando se assiste a um filme tão bom do gênero, como é

Outro filme catástrofe chega aos cinemas!

5 de junho de 2018

Desde os anos 70 quando os filmes catástrofes começaram a arrasar nas bilheterias, com Terremoto e Inferno na Torre, o gênero se tornou um dos mais lucrativos de Hollywood. Mas também teve suas doses de fracassos monumentais. Recentemente, Tempestade: Planeta em Fúria, com Gerard Butler, foi um deles. No Olho do Furacão, que estreia essa

A história de uma canção em Eu só posso imaginar

29 de maio de 2018

Eu não conheço coisa alguma sobre o mercado de músicas cristãs,  seja nacional ou internacional. Mas sei que é enoooorme! Uma das mais famosas, fiquei sabendo, é I can Only Imagine, de autoria de Bart Millard, que já foi gravada em diversas línguas inclusive em português, por alguns cantores como Ana Paula Valadão, Chris Duran,

A importância e a fraqueza de Colheita Amarga

27 de maio de 2018

Eu gosto muito de história. Era minha matéria preferida na escola  e sempre gostei de ler livros e ver filmes que abordassem fatos históricos. Me julgo uma pessoa bem informada quanto a isso. Mas confesso que nunca tinha ouvido falar de Holodomor. Trata-se de um momento na história da Ucrânia durante os anos 30 quando

O romance cheio de química de Alguém como Eu

24 de maio de 2018

O cinema brasileiro não tem grande tradição de comédias românticas, que é um gênero bem diferente da comédia escrachada, que tem reinado nas bilheterias nos tempos recentes. Lembro-me recentemente da engraçadinha Uma Loucura de Mulher com Mariana Ximenes, e agora chegou hoje aos cinemas, Alguém como Eu, com Paolla Oliveira e Ricardo Pereira. No filme,