O início do fim de O Negócio, da HBO

O formato de séries de ficção para produções nacionais vem crescendo a cada ano. O que antes era quase uma exclusividade da HBO, com produções como Mandrake e Filhos do Carnaval, hoje se estende até a TV aberta, que ainda busca entender melhor o formato e não simplesmente transformá-la numa mini-novela. Como foi a pioneira, a HBO vem colhendo os louros, com vários sucessos. E um deles é O Negócio, que chega para mais uma temporada, a última.

O Negócio é a primeira série brasileira do canal a atingir a marca de quatro temporadas. E essa quarta chega em grande estilo, estreando ao mesmo tempo em mais de 50 países, inclusive nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, ela vai estrear no canal amanhã, dia 18, às 21 horas. Sou fã da série. A diferença na forma elegante de contar a história das garotas de programa que decidem usar técnicas de marketing para conseguir clientes não tem paralelo entre as séries brasileiras. Para quem não conhece, as três primeiras temporadas estão disponíveis no aplicativo HBOGo. O canal inclusive fez um quadro de números sobre a série:

Quando a série começou a ser exibida, teve a vantagem de ser lançada num horário colado à maior audiência do canal,  Game of Thrones.  Com isso se tornou a segunda maior audiência da HBO. Também conseguiu balancear aspectos dramáticos, com alguns alívios cômicos como a história de Luna e Oscar (Gabriel Godoy), e é claro, muitas cenas sensuais. Mas é claro que ao longo do tempo, muita coisa mudou, inclusive o caminho de alguns personagens. Por exemplo, um dos personagens mais divertidos e interessantes da série, o cafetão Ariel,  no início era um claro vilão, segundo Roberto Rios, vice-presidente Corporativo de Produções Originais da HBO Latin America, me disse numa entrevista. Mas com o passar do tempo e o carisma do ator, ele se transformou em parte do grupo.

Com Gabriel Godoy, o divertido Oscar da série.

Agora na nova temporada,  que terá 12 episódios, Karin (Rafaela Mandelli) está de volta, decidida a lançar um livro contando sua história. Com isso, Luna (Juliana Schalch), Magali (Michelle Batista), Mia (Aline Jones) e Ariel (Guilherme Weber) terão que revelar para suas famílias a verdade sobre o que realmente fazem na vida. Isso provoca situações tanto divertidas – as de Luna e Magali – quanto dramáticas – Karin e Mia. Além disso, o que já é perceptível pelo primeiro episódio, a temporada deverá mostrar a luta de Karin para combater o preconceito, e ainda a determinação das meninas de construir um hotel de luxo monumental.

Imagem relacionada

Novos atores também vão entrar na história. Eduardo Moscovis será um charmoso âncora de um programa de TV de um programa chamado Confronto,  Rodrigo Pandolfo será um amigo de infância de Oscar (Gabriel Godoy), e Dalton Vigh será Rodolfo Sherman, um promotor ambicioso, defensor “da moral e dos bons costumes”. Além disso, a modelo Talytha Pugliesi fará uma participação especial. Na entrevista com o pessoal do elenco, todos foram unânimes em dizer que o desfecho da série será surpreendente.

Resultado de imagem para o negócio temporada quatro hbo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *