fbpx

O início do adeus a Scandal!

Eu me lembro bem quando foi ao ar o primeiro episódio de Scandal. Na época achei super interessante a premissa de uma mulher extremamente bem sucedida que “resolvia problemas” no meio do primeiro escalão de Washington. E ainda era linda, elegante e tinha um caso com o presidente gato dos Estados Unidos. Outro fato de destaque é que essa mulher era negra, num papel que transformou Kerry Washington em estrela. Era a primeira vez na história da TV que uma série do chamado horário nobre tinha uma mulher negra como protagonista desde  que Diahann Carrol havia feito a enfermeira Julia nos anos 60.

Resultado de imagem para Diahann Carroll and kerry washington
Diahann Carroll e Kerry Washington apresentaram um prêmio na festa do Emmy juntas

Agora, finalmente, depois da série ter sido tão “maltratada” pela programação do canal Sony, chega hoje (7) e última temporada da série na TV. Ela já acabou faz tempo nos Estados Unidos, mas vai estrear na Sony a partir das 23 horas. E, para quem perdeu algum episódio –  a sexta temporada acabou sendo exibida em maratona ontem (rs), todas as seis anteriores já estão disponíveis na Netflix.

Resultado de imagem para scandal last season

Scandal teve muitos altos e baixos. Confesso que todo a história do B613 sempre me incomodou um pouco. Sempre me pareceu que a criadora Shonda Rhimes se perdeu um pouco no meio dessa história – e por consequência perdeu boa parte do público também. Mas quando Olivia Pope se propunha a resolver um caso comum, não tinha pra ninguém. Além disso, o seu relacionamento com seus gladiadores, como chamavam aqueles que trabalhavam com ela, não tinha pra ninguém. Isso sem contar , é claro, o romance entre Olivia e o presidente Fitz (Tony Goldwyn), sempre cheio de idas e vindas, mas sempre sexy e apaixonado. Eu adorava!

Resultado de imagem para scandal olitz

A série também deu oportunidades para que o público conhecesse, ou prestasse mais atenção, em alguns atores incríveis. Bellamy Young arrasou como Mellie, que era para ser somente uma coadjuvante sem importância, com a esposa traída de Fitz, mas cresceu muito, e acabou como a nova presidente dos Estados Unidos (rs). Jeff Perry (Cyrus) e Joe Morton (Papa Pope) tiveram cenas maravilhosas, de realmente assistir de joelhos. Isso sem contar as participações sempre sensacionais de Kate Burton como Sally Langston.

Resultado de imagem para jeff perry and joe morton

A sétima temporada tem 18 episódios e mesmo com todos os percalços e o problema com a linha de roteiro do B613,  ela deu um final digno à série. Teve o episódio crossover com How to Get Away with Murder, teve bebê, morte inesperada, e um final esperançoso. Por isso que eu gosto de finais previstos, ou seja, quando se sabe de antemão que a série vai terminar. Tudo termina redondinho. Afinal, como disse Shonda Rhimes, “nós finalizamos a evolução da personagem Olivia Pope. A história foi completada. Nós os pusemos em posições praticamente impossíveis, e agora você vai descobrir o que acontece, como é tudo resolvido, e para onde irão esses personagens.”

Foi um prazer conhecer você, Olivia Pope!

Resultado de imagem para scandal olivia pope gif

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *