fbpx

A volta de Glee e The Following à TV

A semana tem feriado prolongado portanto pode não ser a melhor data para o lançamento de uma nova temporada. Mas, de qualquer maneira, para os fãs é um alívio que finalmente elas estarão acessíveis na TV por assinatura no país. Esta semana, finalmente, chegam a última temporada de Glee e a terceira temporada de The Following.

A estreia de Glee vem primeiro no canal Fox. O horário é meio complicado. Amanhã, quarta-feira, dia 1 de abril, às 19 horas, estreia a sexta e última temporada de Glee, com o episódio Loser like Me, que vem a ser o título de uma das músicas mais emblemáticas da série. Nele, ficamos sabendo que Rachel (Lea Michele) fracassou como atriz de televisão, abandonou Hollywood e foi atrás de apoio moral e de um novo começo em Lima. É imperdível a interpretação de Let it Go, tema de Frozen: Uma Aventura Congelante.

https://www.youtube.com/watch?v=jnyw_WhVaTY

Já Blaine (Darren Criss), que tenta se recuperar do término com Kurt (Chris Colfer) e sua expulsão da NYADA, voltou a ser treinador dos Warblers, da Academia Dalton. Sam abandonou sua carreira de modelo por um trabalho menos estressante como assistente no McKinley e para a surpresa de todos, Will (Matthew Morrison) se tornou o treinador dos maiores rivais do New Directions, o Vocal Adrenaline.

Sue (Jane Lynch) assumiu a diretoria da escola e eliminou qualquer vestígio do Glee Club, inclusive as aulas de artes e dos clubes em geral. Este novo cenário acabará proporcionando a Rachel o desafio que tanto queria: recuperar os cursos de artes e reviver o Glee Club.

Há duas semanas, escrevi aqui sobre a importância de Glee para mim e para a sua audiência (veja no link abaixo). Desnecessário falar mais. A sexta temporada de Glee resgata aquilo pela qual a série sempre foi reconhecida: a importância das amizades, do respeito às diferenças e principalmente pelo amor por estes personagens inesquecíveis. Para quem é fã, esta despedida lhe faz justiça mas também deixa uma saudade enorme destes personagens tão queridos.

http://www.blogdehollywood.com.br/seriados/o-adeus-a-glee-uma-carta-a-ryan-murphy/

A outra estreia, The Following, marca a mudança da série para outro canal, aliás, muito mais apropriado para seu conteúdo. Ela sai da Warner e vai para o Space. Dois episódios em seguida serão exibidos na próxima sexta-feira, dia 3, às 22.30 horas.  Confesso que perdi um pouco o interesse na segunda metade da segunda temporada. Mas qualquer coisa com James Purefoy e Kevin Bacon merece uma revisão.

Agora, depois de caçar Joe Carroll (James Purefoy) e seus seguidores, Ryan (Kevin Bacon) está tentando tocar sua vida normalmente. Ao mesmo tempo em que retorna ao seu trabalho em tempo integral no FBI,  embarca em um novo relacionamento com Gwen (Zuleikha Robinson – foto -, a Ilanna de Lost). Inclusive o segundo episódio mostrará como os dois se conheceram. Porém, uma série de novos acontecimentos vai tumultuar novamente a vida do detetive, que descobre que encarar Carroll foi apenas o começo de seus problemas. Aliás, Shawn Ashmore (Mike)  diz que logo no segundo episódio também ocorrerá uma morte que será especialmente chocante devido ao método utilizado. 

Afinal, um dos terríveis gêmeos, Mark, ainda está a solta. E Ryan terá que contar com a ajuda de Max (Jessica Stroup) e Mike para parar as mortes orquestradas por ele. Enquanto isso, Joe está no corredor da morte, depois que os produtores resolveram optar em mantê-lo vivo graças ao apelo dos fãs. Eles prometem ainda várias cenas entre Joe e Ryan. Também dizem que Mark irá surpreender a audiência. Logo no primeiro episódio saberemos quem é a mulher que está no carro com ele. Outro vilão, o mentor de Joe, Dr. Arthur Strauss (Gregg Henry) também aparecerá novamente. Ele terá que enfrentar um julgamento e conheceremos alguns de seus seguidores.

Ufa! Bastante coisa para uma semana santa, não?

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *