fbpx

O que dominou no tapete azul do Critics Choice 2019

Aparentemente, a maioria não queria errar no tapete azul do Critics Choice Awards. Muitas optaram por brancos e pretos. Algumas poucas colocaram um pouco de cor no tapete azul, como Regina King. Mas, em geral,  não houve grande arroubos – com exceção de Jeanine Mason, ex-atriz de Grey’s Anatomy. Aqui estão aquelas que julguei mais marcantes na festa:

As mais elegantes

Patricia Clarkson sabe ser elegante e sexy  sem ficar vulgar e super apropriada para sua idade. O pretinho nada básico é de Georges Chakra.

Normalmente Regina King acerta. Mas creio que ela nunca esteve tão linda como com esse vestido roxo de Michael Kors. E ainda no meio de tanto pretor e branco, ela  se destacava.

O mesmo aconteceu com Emmy Rossum. Acho que há poucas que saibam ser tão elegantes como ela. Adorei o vestido decotadíssimo Ralph Lauren, que ainda era acompanhado de um colar poderoso e a maquiagem forte.

Laura Dern escolheu um look sexy e poderoso, com brilhos e fendas, de Yves Saint Laurent. Gostei!

E Nicole mais uma vez arrasou. Ninguém sabe dominar um tapete vermelho (ou azul) como ela. O lindo vestido é um Armani Privé. Cabelo, maquiagem, acessórios, tudo perfeito!

Eu achei que Emily estava linda com esse vestido branco – uma das cores mais usadas – cheio de pedrarias, de Prada.

Outra que também optou pelo branco – e eu adorei –  foi Laura Harrier, de Infiltrado na Klan. É de Louis Vuitton.

E aquelas nem tanto…

Eu sinceramente não sei se gostei ou não do vestido Calvin Klein de Lady Gaga. Obviamente era bonito, mas como muitas pessoas na web, também achei que havia momento que ele parecia um lençol…

 

Jeanine Mason veio disposta a marcar presença. Afinal ela será a estrela da nova série, Roswell, NM. E escolheu um vestido marcante Gustavo Cadile, amarelo canário, apertado que mostrava todas as suas curvas. Atingiu seu objetivo.

Eu gosto dessa determinação de Julia Roberts de usar calças nos eventos de premiação. Algumas vezes dá muito certo, como no Globo de Ouro, mas também pode dar errado, como esse conjunto Louis Vuitton. Pena!

O vestido Galvan era bonito e perfeito para chamar a atenção. Mas ficou estranho no corpo de Connie Britton. E ainda parecia sexy demais. Pena!

Fotos Getty, Shutterstock e Reuters

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *