Para se preparar para o fim de Cinquenta Tons de Cinza

Na próxima quinta-feira (8) vai estrear o último filme da trilogia de 50 Tons de Cinza, Cinquenta Tons de Liberdade. Já se passou muito tempo desde que o primeiro livro da escritora E.L.James foi lançado em 2011. A história você provavelmente já conhece,  o romance entre Anastasia, uma jovem virgem e romântica, e Christian Grey, um milionário lindo que gosta de sadomasoquismo. Destruído pela crítica, o livro, e suas duas sequências, foram um sucesso sem precedentes. Na época, lançou inclusive uma moda de romances com grande apelo erótico. A verdade é que cada geração tem uma leva desse tipo de publicação. Na minha eram as revistinhas –  hoje tão bobinhas – de Sabrina e Julia (alguém lembra?).

Mas com o sucesso, é lógico que não demorou muito para começar a se falar de um filme, ou na verdade, três. O grande desafio da época era como fazer um filme que pudesse ser visto pelas jovens menores que devoraram o livro, e ainda ser ter cenas quentes que fossem fiéis ao “quarto vermelho” e aos livros. Além disso, era preciso escolher os perfeitos Anastasia e Christian. Foi fácil achar Anastasia, afinal Dakota Johnson já tinha demostrado que conseguia ser atriz estrelando uma série de comédia na TV. Mas escolher Christian já era outro problema. Muitos atores foram ligados ao projeto em um momento ou outro: Ryan Gosling, Matt Bomer, Robert Pattinson, Ian Somerhalder, Garrett Hedlund, até que Charlie Hunnam foi escolhido. Muita gente esperneou, reclamou (eu inclusive), e um pouco antes das filmagens começarem Charlie desistiu “por problemas de agenda”. Foi então que Jamie Dornam, conhecido por seu psicopata em The Fall, chegou, e o resto é história.

Resultado de imagem para fifty shades of grey actors that were supposed to be christian

O primeiro filme – Cinquenta Tons de Cinza –  foi muito melhor do que qualquer um poderia esperar, quando estreou em 2015. Mas a crítica, em sua quase maioria, acabou com o filme – grande injustiça. Entretanto, a história do início do romance de Anastasia e Christian conquistou o mundo. Foram 571 milhões de dólares nas bilheterias – custou 40. Mesmo com Jamie Dornan visivelmente desconfortável no papel, todos ficaram felizes com o resultado.

Imagem relacionada

O segundo filme, Cinquenta Tons mais Escuros, já mostra que o ator ficou um pouco mais a vontade. Novamente, o filme foi um grande sucesso, mas obviamente menor que o primeiro. Mesmo assim, arrecadou 381 milhões no mundo. E deixou todos esperando pelo casamento e pelo desfecho, que vai chegar agora no próximo dia 8.

Resultado de imagem para fifty shades darker

Mas todo esse público também teve mais para ler e ver. Em 2015, a Editora Intrínseca lançou por aqui o livro Grey, que seguia a mesma história de 50 Tons de Cinza, só que do ponto de vista de Christian. Na minha opinião, muito mais divertido e interessante. E chegou agora às livrarias Mais Escuro, a versão de dele para os acontecimentos de Cinquenta Tons Mais Escuros. Estou na metade e continua também mais interessante que o ponto de vista de Anastasia.

Resultado de imagem para grey mais escuro livros

 

E, além de tudo isso, até o mercado de DVD’s se mobilizou. Já está à venda em lojas um disco bônus, com conteúdos especiais da franquia, como brinde para quem comprar a coleção dos dois primeiros filmes em DVD. Nos extras estão incluídos Por Trás Dos Tons – Behind The Shades; Christian Grey & Anastasia Steele; O Mundo De Christian Grey; Momentos Brutos; Por Trás De Mais Escuros; O Jovem Christian; O Helicóptero; O Anel De Noivado; No Set; Loja De Ferramentas; Cafeteria; Formatura De Ana; Apartamento Da Ana; A Mansão Da Família Grey; Seattle Em Vancouver; E L James e Mais Escuro e Participação de E L James.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *