fbpx

O show de atuação de Christian Bale em Vice

Por uma incrível coincidência, hoje, 30 de janeiro, se comemora tanto o aniversário de Christian Bale, como também o de Dick Chenney, o poderoso vice-presidente dos Estados Unidos durante os governos de George W. Bush. E ainda mais! Amanhã, dia 31, estreia nos cinemas no Brasil Vice, a interessante biografia da história de um (Dick), em que o outro (Christian) o interpreta em mais uma de suas atuações antológicas . Sim, é Christian na foto que abre essa matéria. Vice é dirigido por Adam McKay, e concorre 8 Oscars: filme, direção, ator, coadjuvantes (Amy Adams e Sam Rockwell), roteiro, montagem e cabelo/maquiagem. É um filmão!

A História

Quando era jovem Dick Cheney, depois de um período de bebidas e brigas, viu na política uma grande oportunidade para subir na vida. Casado com Lynne (Amy Adams) se aproxima de um figurão do partido republicano, Donald Rumsfeld (Steve Carell), e logo se torna seu assessor direto. Com a renúncia do ex-presidente Richard Nixon, tanto Cheney quanto Rumsfeld retornam à esfera de poder do partido. Décadas depois, com a decisão de George W. Bush (Sam Rockwell) de se lançar candidato à presidência, Cheney é cortejado para assumir o posto de vice-presidente. E como a história conta, ele passa então a ser  o vice com o maior poder da história.

O Filme

O filme é ótimo, mas é bom avisar. Aqueles que viram o filme anterior do diretor, A Grande Aposta, já sabem que ele tem um humor característico e irônico, que provoca risadas bem nervosas. Vice tem um roteiro bem mais acessível, mas mesmo assim, não é para todos os gostos. É baseado na maioria do tempo em fatos históricos. Mas como explica-se logo no início do filme, quando você decide fazer uma biografia de alguém tão fechado como é o caso de Dick Cheney, algumas liberdades são tomadas. Entre elas, uma cena hilária na cama do casal, entre Dick e a mulher, Lynne.

O Elenco

Assim como em A Grande Aposta, vários atores famosos fazem pequena participações especiais. É o caso de Naomi Watts, como uma âncora de telejornal e  Jesse Plemmons, como o narrador. Ainda há Alfred Molina como um garçom, e até Tyler Perry como o General Colin Powell. Todos os outros membros do elenco, especialmente Amy Adams, estão ótimos. Mas o show mesmo é de Christian Bale.

Ele engordou mais de 20 quilos  para o papel, em mais uma daquelas loucuras que ele faz com o próprio corpo – vide Trapaça, o Operário, Batman Begins. Mas, não se trata só disso. Para quem já viu vídeos e entrevistas de Dick Cheney, Christian simplesmente fez uma imersão total em seu personagem. Tem horas em que é mesmo difícil reconhecê-lo. É claro que também há um fantástico trabalho de maquiagem, mas o olhar, os trejeitos… Para quem acompanha a carreira do ator desde Império do Sol, é mais um triunfo que faz dele um dos melhores atores da atualidade. Oscar pra ele já!

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *