fbpx

Lembra de Christopher Lambert como Tarzan? Veja como ele está hoje

O tempo passa para todo o mundo. Alguns envelhecem bem, outros nem tanto. Lembra quando Christopher Lambert era um símbolo sexual na época em que foi Tarzan em Greystoke – A Lenda de Tarzan, o Rei da Selva? Pois bem, isso foi lá em 1984, ou seja, faz mais de 30 anos. Hoje (29), o ator completou 62 anos. Os bons tempos já passaram faz tempo, mas ele continua a trabalhar ininterruptamente. Recentemente fez uma participação de seis episódios na série NCIS Los Angeles. Veja abaixo uma foto dele em cena como Marcel Janvier, ou Camaleão.

Até que não está tão mal não é? Atualmente, o ator alterna sua carreira entre produções americanas e européias. Por exemplo, tem um filme em pós produção, dirigido pelo famoso diretor francês Claude Lelouch, chamado Un Plus Une, onde atua ao lado de Jean Dujardin, programado para estrear ainda este ano nos cinemas. 

Essa divisão sempre foi uma constante em sua vida, já que apesar de ter nascido nos Estados Unidos, se mudou com dois anos para a Suíça pois seu pai era um diplomata. Cresceu por lá e fez pequenos papéis em filmes franceses até conseguir sua grande chance já no papel principal em Greystoke. Como o filme foi indicado para vários prêmios, a carreira de Christopher teve um impulso considerável. 

Depois da ficção científica Subway (lembra, ele aparece com cabelo descolorido), ele conseguiu o papel mais famoso de sua carreira, Connor McLeod em Highlander – O Guerreiro Imortal . Ao todo foram quatro filmes, além de uma participação na série de sucesso.  Seguiram-se outros filmes conhecidos como O Siciliano, Complô contra a Liberdade e um que adoro, Face a Face com o Inimigo, de 1992. Nesse, ele atuou ao lado de sua esposa na época, Diane Lane. Os dois tem uma filha, Eleanor, nascida no ano seguinte, mas se separaram em 1994.

Foi nessa época que ele começou a direcionar sua carreira para os filmes de ação. A Fortaleza, Os Franco-Atiradores, Marcado para Morrer, Adrenalina e principalmente Mortal Kombat (1995). Baseado no game da época, foi um enorme sucesso de bilheteria e de locação no Brasil.

No início dos anos 2000, começou a alternar filmes na Europa e nos Estados Unidos. Em 2009, rodou L'homme de Chevet, ao lado de Sophie Marceau, com sua namorada na época, a Bond Girl Sophie Marceau. Os dois se separaram no ano passado. 

De lá para cá, fez pouca coisa que chegou a ser lançada no Brasil. Lembro-me do francês Minha Terra África e de uma participação em Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança, com Nicolas Cage, alem de NCIS Los Angeles.

Ainda hoje, ele continua a ser lembrado mesmo é por causa de Highlander. Em um entrevista, ao ser perguntado se isso o incomodava, ele pareceu muito sincero ao dizer o seguinte:"Não. É como se as pessoas perguntassem a Clint Eastwood se ele se importa que as pessoas o chamem de Dirty Harry. Ou para Mel Gibson sobre Mad Max ou ainda para Harrison Ford sobre Indiana Jones. Eu creio que de alguma forma, é bom ter pelo menos uma coisa que pode fazer com que você se sinta realmente imortal. "

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *