A continuação mais sombria de Jurassic World

A saga de Jurassic Park é um sucesso astronômico. Os três primeiros filmes, produzidos respectivamente em 1993, 1997 e 2001, mais Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros (2015) renderam no mundo inteiro mais de 3.6 bilhões de dólares, sem contar o reajuste da inflação. Eu realmente adoro o primeiro, de 1993, dirigido por Steven Spielberg (até hoje é impossível descrever aquele primeiro impacto de ver os dinossauros), e também gosto muito do filme de 2015, dirigido por Colin Trevorrow e estrelado por Chris Pratt e Bryce Dallas Howard. Acho que é um mix perfeito de suspense, ação, romance e diversão. Tanto o diretor (que agora entra só como roteirista e produtor)como os atores voltam para a sequência que estreia essa semana nos cinemas e tem o nome de Jurassic World: Reino Ameaçado. Mas já se prepare, pois este é bem diferente do anterior. E isso não é uma coisa que, eu pelo menos, considero boa.

Resultado de imagem para jurassic world gif

O tempo passou desde que Owen (Chris Pratt) e Claire (Bryce Dallas Howard) estiveram na ilha. Mas agora com um perigo iminente, eles resolvem  retornar à ilha Nublar para salvar os dinossauros restantes de um vulcão que está prestes a entrar em erupção. Só que chegando lá. os dois vão encontrar novas e aterrorizantes raças de dinossauros gigantes, e ainda irão descobrir uma conspiração que ameaça todo o planeta.

O diretor do filme agora é J.A.Bayona, que foi escolhido por causa de seu trabalho no ótimo terror O Orfanato. Ou seja, não seria bem o tipo de diretor que você esperaria de um filme normal de Jurassic Park/World. E isso se percebe  ao longo do filme. O início, com a mansão, a forma como Owen e Claire vão para a ilha, a criança envolvida na história, as cenas de perseguição na ilha, tudo parece conhecido. Só que o humor desde esse momento parece mais tímido. E a partir do momento em que os dois conseguem fugir  da ilha, dando o início ao segundo ato, você já pode esquecer tudo isso. Especialmente quando os dois olham para trás. O que vêem realmente me fez chorar.

Imagem relacionada

O segundo ato é claustrofóbico, triste e assustador. Pode parecer uma boa alternativa para reinventar a franquia, mas realmente me decepcionou. Até a própria história da garotinha Maisie Lockwood ( a ótima Isabella Sermon fazendo sua estreia no cinema) é a mais sombria possível. Uma coisa é você fazer um filme assustador  com dinossauros e coisas que não existem, outra é mostrar uma gente horrível e ruim que faz maldades sem razão, somente pelo prazer ou pela ganância. Disso a gente já está cheia nos telejornais.

Resultado de imagem para jurassic world fallen kingdom

Com esse caminho do roteiro (e da direção), Chris Pratt acabou ficando apagado, pouco se vendo de sua personalidade gaiata e divertida. A coisa aqui é realmente dramática. Com isso, quem acaba realmente se destacando é Bryce Dallas Howard. Um detalhe até um pouco divertido é a importância dada aos seus sapatos no início do filme, para realmente zoar com toda atenção à sua corrida de salto alto no Jurassic anterior. Já para os fãs da saga, o filme ainda oferece as participações de B.D. Wong, que está por aí desde a primeira aventura, e, é claro, a volta de Jeff Goldblum como o Dr. Ian Malcom, sempre com uma visão realmente real e apocalíptica do que vai acontecer.

Resultado de imagem para jurassic world fallen kingdom jeff goldblum

É claro que mesmo sombrio e inferior, o filme será um enorme sucesso. Já fez 370 milhões em 51 territórios, inclusive a China, onde se tornou a maior bilheteria de um filme da Universal Picture depois de Velozes e Furiosos 8. Essa semana, além do Brasil, a produção vai estrear nos Estados Unidos, abrindo oficialmente o verão americano, mas tendo que enfrentar a concorrência da segunda semana de Os Incríveis, que fez 180 milhões na estreia. Espera-se que por lá a renda de Jurassic World fique entre 125 e 145 milhões.

Resultado de imagem para jurassic world gif

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *