fbpx

A conhecida história de O Manicômio

Eu lembro bem da novidade quando A Bruxa de Blair foi lançado nos cinemas em 1999. Era a primeira vez que se via um filme de terror tão diferente e assustador. A história era sobre um grupo de três estudantes que acabava perdido na mata ao tentar fazer um documentário sobre uma lenda local, a Bruxa de Blair. Só que tudo terminava mal e só o filme que eles fizeram era achado. Todo o filme é visto com a perspectiva da câmera dos jovens.  Isso faz quase 20 anos. Desde então, não só A Bruxa teve algumas continuações , como também cópias descaradas. A mais recente delas é O Manicômio, que estreia essa semana nos cinemas.

Agora, os estudantes são substituídos por um grupo de youtubers (claro!). Eles  entram ilegalmente na área de cirurgia (supostamente assombrada) em um manicômio abandonado para um desafio de 24 horas. Eles pretendem  viralizar o vídeo e conseguir mais seguidores. Porém, não demora muito para descobrirem que não estão sozinhos e não são bem-vindos ali. Tudo é visto também pelo ponto de vista das telas.

Além de ser uma cópia descarada da Bruxa de Blair, O Manicômio também tem o seu lado Jogos Mortais. Ou seja, a produção alemã não tem nada de original. Confesso que senti sono durante a exibição para a imprensa. Sustos? Talvez um ou dois no máximo. Os atores, desconhecidos, também não impressionam. O caso aqui é mais uma dessas produções baratíssimas, com um trailer razoável e um poster bem feito, que , no final, representam quase nada.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *